Monday, September 22, 2014

Memory in Latin America - Argentina: How Many Disappeared?

English
Português
Memory in Latin America
Memória na América Latina
...the news headlines include a number of stories that reflect the persistence of a past that is everlasting and does not wish to pass... (Jelin, State Repression and the Struggles for Memory, 2003)
...os títulos de jornais incluem diversos textos que refletem a persistência de um passado que é perene e não quer passar... (Jelin, Repressão do Estado e as Lutas por Memória, 2003)
Argentina: How Many Disappeared?
Argentina: Quantos Desapareceram?
Thursday, 6 August 2009
Quinta, 6 de agosto de 2009
“The figure of 30,000 is neither arbitrary nor capricious, although it is regrettable to reduce the dimensions of the Argentina tragedy to an accounting problem,” [Human Rights Secretary Eduardo Luis Duhalde]
“O número 30.000 não é nem arbitrário nem caprichoso, embora seja lamentável reduzir as dimensões da tragédia argentina a um problema contábil,”
[Secretário de Direitos Humanos Eduardo Luis Duhalde]
Former Argentine official Graciela Fernandez Meijide, who not-so-coincidently has a new book out, has attempted the rekindle the debate on how many Argentines were disappeared during the last militar dictatorship. She criticised the Kirchner administration for sticking to the '30,000' figure which tends to be propagated by human rights organsations, asking why it is used when CONADEP documented only 9,000 cases.
A ex-autoridade argentina Graciela Fernandez Meijide, que não tão coincidentemente acaba de lançar novo livro, tem tentado reacender o debate acerca de quantos argentinos foram desaparecidos à força durante a última ditadura militar. Criticou a administração Kirchner por aderir à cifra de 30.000 que tende a ser propagada por organizações de direitos humanos, perguntando por que é ela usada quando a CONADEP documentou apenas 9.000 casos.
I'm pretty sure that Fernandez Meijide knows exactly what the reasoning behind the 30,000 is, but not everyone else does. Let's take the words of the TRC itself:
Estou bastante segura de que Fernandez Meijide sabe exatamente qual é o raciocínio por trás dos 30.000, mas nem todo mundo mais sabe. Tomemos as palavas da própria Comissão de Verdade e Reconciliação - TRC:
The Commission on Disappeared People has compiled two lists of victims of the repression. The first of these is of those persons who disappeared; the second, of those who although they are still missing, have been seen in secret detention centres.
A Comissão de Pessoas Desaparecidas compilou duas listas de vítimas da repressão. A primeira refere-se a pessoas que desapareceram; a segunda, daquelas que, embora ainda desaparecidas, foram vistas em centros secretos de detenção.
In the first category there are 8,960 people, but clearly the list is not exhaustive. It was compiled on the basis of depositions received by this Commission (the number for each respective file is also given alongside the name) and compared with other lists drawn up by other national and international organizations.
Na primeira categoria há 8.960 pessoas, mas claramente a lista não é exaustiva. A compilação baseou-se em depoimentos recebidos por esta Comissão (o número de cada arquivo respectivo é também dado ao lado do nome) e foi comparada com listas redigidas por outras organizações nacionais e internacionais.
Up until the last minute the list was being cross-referenced by computer. However, there may still be mistakes, for instance, in an individual case - though not in a series of cases - as someone may have failed to inform the relevant organizations that they are no longer missing.
Até o último minuto a lista foi submetida a referência cruzada por computador. Entretanto, poderá ainda haver equívocos, por exemplo, num caso específico – embora não numa série de casos – visto que alguém poderá não ter informado às organizações relevantes não mais estar desaparecido.
We also know that in many cases depositions were not filed at all, either because the victims had no relatives or because the relatives were frightened or lived a long distance from the centre of town. This was confirmed by the Commission when we went to the interior of the country. Relatives of people who had disappeared said that in the past few years they had not known where to go for help.
Também sabemos que, em muitos casos, depoimentos não foram em absoluto protocolados, ou por as vítimas não terem parentes ou por os parentes estarem atemorizados ou morarem a longa distância do centro da cidade. Isso foi confirmado pela Copmissão quando fomos ao interior do país. Parentes de pessoas que tinham desaparecido disseram que durante os  anos passados não sabiam onde ir para pedir ajuda.
The list of people seen in secret detention centres is also a partial one: we could find the complete names and surnames of only 1,300 people.
A lista de pessoas vistas em centros de detenção secretos também é parcial: pudemos encontrar nomes e sobrenomes completos de apenas 1.300 pessoas.
However, we know that thousands of people passed through these camps, who were only known by their nicknames to prisoners who were freed; or by a superficial physical description; or by their province of origin; profession, political affiliation or some other isolated characteristic. There are 800 cases of this type. Nonetheless, by continuing to work patiently - and with adequate technical support - It will be Possible to increase this provisional list.
Contudo, sabemos que milhares de pessoas passaram por aqueles centros, só conhecidas por seus apelidos por prisioneiros que foram libertados; ou por descrição física superficial; ou por sua província de origem; profissão, filiação política ou alguma outra característica isolada. Há 800 casos desse tipo. Todavia, por meio de continuidade paciente do trabalho – e com apoio técnico adequado – será possível aumentar esta lista provisória.
Finally, it has to be said that a complete list of people who disappeared and an account of what happened to them may only be provided by those who were responsible for causing the disappearances, so long as a record of their deeds was kept intact, and not tampered with or destroyed, which constitutes a crime under the Penal Code and which has been formally denounced when necessary by the Commission. [emphasis mine, source here]
Finalmente, tem de ser dito que lista completa das pessoas que desapareceram e descrição do que aconteceu com elas só poderá ser fornecida por aqueles que foram responsáveis por causar os desaparecimentos, desde que registro de seus atos tenha sido preservado intacto, e não adulterado ou destruído, o que constitui crime de acordo com o Código Penal e formalmente denunciado, quando necessário, pela Comissão. [ênfase minha, fonte aqui]
So, to take the 9,000 figure as final is clearly wrong. 30,000 comes from cross-referencing testimonies and stats from different organisations - it may be somewhat high, but I would guess not by a great margin. And, as many people have pointed out, there is more to remembering crimes against humanity than a numbers game. Activists and politicians are now lining up to criticise Fernandez Meijide.
Portanto, tomar a cifra de 9.000 como final é claramente errado. 30.000 vem de referências cruzadas de depoimentos e estatísticas de diferentes organizações - poderá ser algo alto, mas posso avaliar que não por grande margem. E, como muitas pessoas já destacaram, há mais a lembrar, no tocante a crimes contra a humanidade, do que estatísticas numéricas. Ativistas e políticos agora estão agora fazendo fila para criticar Fernandez Meijide.

No comments:

Post a Comment