Monday, May 26, 2014

C4SS - One Human’s Taxation is a Tragedy; Three Hundred Million is a Statistic



ENGLISH
PORTUGUÊS
CENTER FOR A STATELESS SOCIEY
CENTRO POR UMA SOCIEDADE SEM ESTADO
A Left Market Anarchist Think Tank and Media Center
Centro de Políticas e de Mídia Esquerdista Anarquista de Mercado
Commentary
Comentário
One Human’s Taxation is a Tragedy; Three Hundred Million is a Statistic
Taxação de Um Ser Humano é Tragédia; De Trezentos Milhões é Estatística
Ross Kenyon | October 1st, 2010
Ross Kenyon | 1o. de outubro de 2010
An itemized receipt for taxes? How lovely and desirable!
Recibo itemizado de impostos? Ótimo e desejável!
Think tank Third Way just issued a paper [PDF] analyzing what the median US taxpayer of 2009 (who earned $34,140 and paid $5,400 in federal taxes) actually purchased.
O instituto de pesquisa interdisciplinar Third Way acaba de divulgar documento [PDF] analisando o que o pagador mediano de impostos dos Estados Unidos de 2009 (que ganhou $34.140 e pagou $5.400 em impostos federais) realmente comprou.
Bloggers responding to the analysis note that usually when an exchange of goods occurs, a bill of transfer or receipt is produced. Why is one not given to taxpayers in the same manner? An honest and baffling question for American citizens to ponder, with a lousy answer.
Blogueiros reagindo à análise observam que usualmente, quando ocorre troca de bens, é emitido documento de transferência ou recibo. Por que isso não é, da mesma maneira, fornecido aos pagadores de impostos? Pergunta honesta e intrigante a respeito da qual ponderarem os cidadãos estadunidenses, com resposta pífia.
Joseph Stalin said “One death is a tragedy; one million is a statistic.”
Joseph Stalin disse: “Uma morte é tragédia; um milhão é estatística.”
When brought down to the individual level, death and taxes aren’t just abstract concepts anymore. Three-something trillion dollars in government spending this year? What does that even mean? It’s difficult to fully comprehend such a vast amount of goods and services and the labor necessary to produce them.
Quando trazidos para nível individual, morte e impostos deixam de ser apenas conceitos abstratos. Três-e-qualquer-coisa triliões de dólares no gasto do governo este ano? O que isso sequer significa? É difícil entender plenamente tal vasta quantidade de bens e serviços e o trabalho necessário para produzi-los.
However, when someone takes $200 out of my paycheck, I notice. You probably do too.
Entretanto, quando alguém tira $200 de meu cheque de pagamento de salário, eu noto. Provavelmente você tambérm.
When people see that they have to work for two weeks of their year to pay for the healthcare of someone they’ve never met, or for a morning (with luck, probably a Monday) to preserve land they’ll possibly never visit or enjoy, or a full day to pay to fight wars which they may find morally reprehensible, without the choice of refusing, they rightly become angry!
Quando pessoas veem que têm de trabalhar duas semanas do ano para pagarem por cuidados de saúde de alguém que nunca conheceram, ou uma manhã (com sorte, provavelmente uma segunda-feira) para preservar terra que nunca visitarão ou aproveitarão, ou um dia inteiro para pagar por luta em guerras que poderão achar moralmente reprováveis, sem a opção de recusarem-se, elas com razão ficam com raiva!
It gets worse, though. There isn’t even a satisfying answer for taxation after one has become aware of the current unavoidability of this process. The argument most commonly given as to why one has to pay this tax “bill” is almost always the supposed Claymore known as the social contract argument:
A coisa fica pior, porém. Não há sequer resposta satisfatória para a taxação depois de alguém ter ficado consciente da atual inevitabilidade desse processo. O argumento mais comumente dado acerca de por que alguém tem de pagar sua “conta” tributária é quase sempre a suposta argumentação irrespondível conhecida como o argumento do contrato social:
You live inside of a nation.
Você vive dentro de uma nação.
You must abide by its rules and what the majority decides.
Você tem de pautar-se por suas regras e pelo que a maioria decide.
If you don’t like it, you can leave.
Se não gostar, pode ir-se embora.
At first blush this seems reasonable. One could choose a different community to live in where the policies are akin to one’s own preferences. Many people are just plain thankful that they are lucky enough to pay that little in taxes instead of much more, or that they don’t live in someplace without indoor plumbing. Those are things to absolutely be grateful for, but the indignity of being coerced to labor against one’s will would not change by moving to any new state.
À primeira vista isso parece razoável. A pessoa poderia escolher uma comunidade diferente para viver, onde as políticas se conformassem a suas preferências. Muitas pessoas ficam gratas pelo fato de terem a sorte de pagar tão pouco em impostos em vez de muito mais, ou por não morarem em algum lugar sem encanamento doméstico. Essas são coisas pelas quais ser grato, mas a falta de dignidade de ser obrigado a trabalhar contra a vontade não mudará com a mudança para qualquer novo estado.
If one relocated deep in the jungles of Brazil and began creating wealth, it would only be a matter of time before the government came to collect the bill you owed. Build a home on an uninhabited island in the Pacific, and expect the local government to come looking for “its” money eventually.
Se alguém se mudasse para as profundezas das florestas do Brasil e começasse a criar riqueza, seria apenas questão de tempo o governo vir coletar a conta devida por você. Construa uma casa numa ilha desabitada do Pacífico, e espere o governo vir finalmente à procura do dinheiro “pertencente a ele.”
When people stare down the fact that they have no choice but to give up their money to somebody, toward ends they often don’t even want, never asked for, or don’t morally agree with, they begin to sense that something foul is afoot, and they’re right.
Quando as pessoas encaram o fato de não terem escolha a não ser a de darem seu dinheiro a alguém, para objetivos que amiúde elas nem querem, nunca pediram, ou com os quais não concordam moralmente, começam a sentir que algo repulsivo começa a desenhar-se, e estão certas.
Itemizing taxes to the individual taxpayer’s level is certainly a good start on the road to a free world. Hopefully it would encourage people to demand from their politicians the ability to opt out of services which they didn’t morally agree with, or even just those that they didn’t actually want or benefit from. Eventually they may even discover that they don’t want to pay the salaries of their rulers and would prefer the logical conclusion of a stateless society over the forced labor under government, and then, as an old teacher of mine used to say, we’d really be cooking with natural gas.
Itemizar impostos em nível de pagador de impostos individual é certamente bom começo no caminho para um mundo livre. É de esperar que isso estimule as pessoas a exigir de seus políticos a faculdade de não contribuirem para serviços com os quais não concordem moralmente, ou mesmo aqueles que com efeito não desejem ou dos quais não se beneficiem. Finalmente poderão até descobrir que não desejam pagar os salários de seus governantes e preferem a conclusão lógica de uma sociedade sem estado ao trabalho forçado sob o governo, e então, como antigo professor meu costumava dizer, estaríamos realmente cozinhando com gás natural.


No comments:

Post a Comment