Wednesday, March 12, 2014

PressTV - 'West lie machine, incompetent and bankrupt'


© Copyright 2012 Press TV. All rights reserved.
ENGLISH
PORTUGUÊS
PRESSTV
PRESSTV
'West lie machine, incompetent and bankrupt'
'Máquina de mentiras do Ocidente, incompetente e falida'
Picture: West lie machine, incompetent and bankrupt
Imagem: Máquina de mentiras do Ocidente, incompetente e falida
Sun Mar 9, 2014 12:46PM
Domingo, 9 de março de 2014 12:46 hs.
By Finian Cunningham
Por Finian Cunningham
The US spooks are on the defensive over escalating geopolitical tensions between America and Russia over Ukraine. This weekend, the leaders of the 6! or so US intelligence agencies are having to explain to their political masters why they are called "intelligence" given that they failed to foresee the Russian security measures that Moscow has deployed in Ukraine's southern Crimean Peninsula over the past week.
Os espias dos Estados Unidos estão na defensiva por causa de tensões geopolíticas em escalada entre os Estados Unidos e a Rússia a propósito da Ucrânia. Este fim de semana, os líderes dos 6! (sic) ou em torno disso órgãos de inteligência dos Estados Unidos estão tendo de explicar a seus senhores políticos por que são chamados de "inteligência," dado que não conseguiram prever as medidas de segurança russas que Moscou implementou na Península da Crimeia, ao sul da Ucrânia, ao longo da semana passada.
Now Washington is scrambling fighter jets to the Balkans and warships to the Black Sea in a desperate show of purposefulness, having been caught rudely asleep as the self-appointed global police thug.
Agora Washington está despachando às pressas caças para os Bálcãs e vasos de guerra para o Mar Negro em desesperada exibição de falta de objetivo, havendo sido apanhada rudemente dormindo enquanto brutamontes autonomeada de polícia global.
So much for the $50-billion-a-year American spy industry, including the National Security Agency, which came to prominence this past year with revelations by whistleblower Edward Snowden that the agency...[extracted] zillions of data from computers and phones in every country of the world.
É o que basta dizer quanto à área de espionagem estadunidense, de 50 biliões de dólares por ano, incluindo a Agência de Segurança Nacional - NSA, que ganhou notoriedade no ano passado com revelações do denunciante Edward Snowden de que aquele órgão...[extraiu] ziliões de dados de computadores e telefones em todo país do mundo.
Given the evident surprise in Washington over Russian military moves in the Crimea this past week, the US spook industry has got some serious explaining to do for their extraordinary lapse and atrociously
poor value for tax-payer money.
Dada a evidente surpresa em Washington a propósito das manobras militares russas na Crimeia na semana passada, a área de espionagem viu-se em séria obrigação de prestar explicações por seu extraordinário lapso e por seu atroz descaso pelo dinheiro do contribuinte. 
The fallback claim by US director of intelligence, James Clapper, and other spy bosses, as well as President Obama himself, is that the NSA's violation of privacy laws has been necessary because it keeps Americans safe from terrorism and other threats.
A saída encontrada pelo diretor de inteligência dos Estados Unidos, James Clapper, e outros chefes de espionagem, bem como pelo próprio Presidente Obama, é que a violação, pela NSA, de leis de privacidade tem sido necessária porque mantém os estadunidenses a salvo de terrorismo e de outras ameaças.
Now, with Washington spectacularly wrong-footed by Russia in Crimea, that assurance of alleged vigilance looks even more threadbare. How incompetent can American spooks and their multi-billion-dollar activities be?
Agora, com Washington espetacularmente pega de surpresa pela Rússia na Crimeia, aquela afirmação de alegada vigilância parece mais esfarrapada do que nunca. O quanto conseguem ser incompetentes os espiões estadunidenses e suas atividades de multibiliões de dólares?
For some light relief comes the news that the Pentagon has now taken to "reading the body language" of Russian President Vladimir Putin for guidance.
À guisa de tênue alívio chega a notícia de que o Pentágono agora deu para "ler a linguagem corporal" do Presidente russo Vladimir Putin em busca de orientação.
No kidding, there is reportedly a unit in the Pentagon, answering directly to defense secretary Chuck Hagel, on what can be gleaned about Moscow's geopolitical intentions - based on Putin's public appearances on television.
Não é piada, comenta-se que existe uma unidade no Pentágono, subordinada diretamente ao secretário de defesa Chuck Hagel, voltada para o que puder ser coletado acerca das intenções geopolíticas de Moscou - com base nas aparições públicas de Putin na televisão.
What this says is that US intelligence is an oxymoron. These people haven't a clue if that is what they have to resort to for guidance. What next? Reading tea leaves or the horoscope?
O que isso deixa claro é que a inteligência dos Estados Unidos é um oxímoro. Essa gente não sabe nada se é a esse tipo de coisa que recorre para orientação. Qual será o próximo passo? Ler folhas de chá ou o horóscopo?
This, however, is a double-edged sword for the rest of us. One on hand it is somewhat reassuring that American military is so incompetent and stupid. On the other, it is alarming that the biggest nuclear-armed predator state in the world is so clueless about decision-making.
Isso, porém, é uma espada de dois gumes para o restante de nós. Por um lado é de certo modo tranquilizador a instituição militar dos Estados Unidos ser incompetente e estúpida a esse ponto. Por outro lado, é alarmente que o maior estado predador armado nuclearmente do mundo esteja tão perdido no tocante a tomada de decisões.
So, what will the American body-language "analysts" make of President Putin's demeanor? We know that President Obama has already made snide remarks about Putin appearing like an insolent schoolboy "slouching at the back of the class". So will a Putin slouch with feisty attitude over Ukraine mean that the Russian leader is secretly about to go to war with America?
Assim, o que farão os "analistas" de linguagem corporal do comportamento visível do Presidente Putin? Sabemos que o Presidente Obama já fez observações indiretamente desrespeitosas acerca de Putin parecer aluno insolente "escarrapachado no banco de trás da sala de aula". Então escarrapachamento de Putin com atitude atrevida em relação à Ucrânia signfica que o líder russo está secretamente prestes a ir à guerra contra os Estados Unidos?
Or what about those piercing blue eyes of Putin staring at the cameras? Is the Russian chief flashing Aryan Blue credentials to confirm American politicians' claims that he is the "new Hitler" and that Russian moves in Crimea are, as they ridiculously say, tantamount to Nazi Germany's annexation of Czechoslovakia during the 1930s in the run-up to World War II?
Ou o que dizer daqueles olhos azuis penetrantes de Putin fitando as câmeras? Estará o chefe russo faiscando credenciais arianas azuis para confirmar a afirmação de políticos estadunidenses de que ele é o "novo Hitler" e que as manobras russas na Crimeia são, como eles ridiculamente dizem, equivalentes à anexação da Tchecoslováquia pela Alemanha Nazista durante os anos 1930 nos pródromos da Segunda Guerra Mundial?
American intelligence is so dumb because it is part of the totalitarian indoctrination system that is American politics. The American ruling class and its fascist military-financial-industrial complex has concocted so many lies and false propaganda over decades to justify its global terrorism that the system does not know what is real or not any more. It is so bloated on its own self-righteous arrogance and self-serving vanity that rational analysis of geopolitics is an impossible task in Washington.
A inteligência estadunidense é tão tapada porque é parte do sistema totalitário de doutrinação representado pela política estadunidense. A classe dominante estadunidense e seu complexo fascista militar-financeiro-industrial veio inventando tantas mentiras e tanta propaganda falsa ao longo de décadas para justificar seu terrorismo global que o sistema já não sabe mais o que é real ou não é. Ele está de tal maneira intumescido com a própria arrogância farisaica e a própria vaidade egoísta que análise racional da geopolítica tornou-se tarefa impossível em Washington.
A diseased system cannot diagnose itself or others. And America's political system, as with that of Europe, is rotten to its plutocratic core.
Um sistema doente não tem como diagnosticar a si próprio nem a outros. E o sistema político dos Estados Unidos, como também o da Europa, está podre até seu cerne plutocrático.
Events in Ukraine, just as those in Syria, show that the US and its Western puppet regimes are up to their necks in criminal regime change. In Syria, Washington is relying on...[militants] to do its dirty work there; while in Ukraine the role falls to neo-Nazi fascists. These proxies are in the business of sacking legitimate, sovereign governments for the benefit of Western finance capitalists - the only last remaining economic function of bankrupt capitalism.
Os eventos na Ucrânia, do mesmo modo que os da Síria, mostram que os Estados Unidos e seus regimes títeres ocidentais estão atolados até o pescoço em mudança de regime criminosa. Na Síria, Washington está dependendo de...[militantes] para fazer seu trabalho sujo lá; enquanto na Ucrânia esse papel sobra para os fascistas neonazistas. Esses procuradores estão no negócio de derrubar governos legítimos e soberanos para benefício dos capitalistas da finança ocidental - a única última função econômica remanescente do capitalismo falido.
Against all the evidence staring us in the face, Western governments and their propagandist news media turn reality on its head by claiming that what is going are popular democratic uprisings, which the West is valiantly supporting.
Contra toda evidência mais que óbvia, os governos ocidentais e sua mídia noticiosa de propaganda invertem a realidade afirmando que o que está ocorrendo são levantes democráticos populares, que o Ocidente está corajosamente apoiando.
The latest revelation from the leaked phone call involving EU chief Catherine Ashton indicating that dozens of protesters and police officers in Kiev were shot dead by covert snipers working for the Western-backed agitators is damning proof of orchestrated regime change. The murderous propaganda stunt and the Western propagandized response is a replica of how the conflict in Syria was fomented in March 2011.
A mais recente revelação do telefonema vazado envolvendo a chefe da União Europeia Catherine Ashton revelando que dúzias de manifestantes e de policiais em Kiev foram mortos por franco-atiradores velados trabalhando para agitadores apoiados pelo Ocidente é prova candente de mudança de regime orquestrada. As assassinas ações de propaganda enganosa e a reação propagandizada do Ocidente são uma réplica de como o conflito na Síria foi fomentado em março de 2011.
Yet, in spite of the revelations of criminal conspiracy in Ukraine and Syria, Western governments are permitted to continue indulging in lies and fantasy about "rebels" in Syria and "fledgling government" in Kiev because the Western media persist in peddling outrageous disinformation supplied to them by so-called intelligence.
Sem embargo, a despeito das revelações de conspiração criminosa na Ucrânia e na Síria, continua a permitir-se que os governos do Ocidente continuem a dar-se ao prazer de urdir mentiras e fantasias acerca de "rebeldes" na Síria e de "governo imaturo" em Kiev porque a mídia ocidental persiste em promover ampla e persistentemente desinformação altamente exagerada ou improvável a ela fornecida pela assim chamada inteligência.
Instead of being able to assess reality of events in Ukraine, Western politicians and their media bluster about Russian "aggression" and "violation of sovereignty". And Western intelligence is integral to this fascistic culture of lying and deception by the ruling elite.
Em vez de serem capazes de avaliar a realidade dos eventos na Ucrânia, políticos ocidentais e sua mídia vociferam acerca de "agressão" e "violação da soberania". E a inteligência ocidental é indispensável para essa cultura fascista de mentira e embuste pela elite dominante.
That function of fabricating lies, peddling falsehoods, covering up for huge criminality, including the supreme crime of war of aggression, has corroded any ability for genuine intelligence.
Essa função de fabricar mentiras, bufarinhar falsidades, encobrir enorme criminalidade, inclusive o crime supremo de guerra de agressão, corroeu qualquer capacidade de inteligência genuína.
The events in Ukraine and its Crimean Peninsula reveal not just gross incompetence among Western intelligence. More than that, the events are a reflection of the morally bankrupt American government and its Western allies and their now congenital inability to tell truth - or deal with the reality of their own criminality.
Os eventos em Ucrânia e em sua Península da Crimeia revelam não apenas incompetência crassa da inteligência ocidental. Mais que isso, aqueles eventos são reflexo dos governos moralmente falidos dos Estados Unidos e de seus aliados ocidentais e de sua agora incapacidade congênita de dizerem a verdade - ou de lidaemr com a realidade de sua própria criminalidade.
AB/AB
AB/AB
Finian Cunningham Columnist Bio
Dados biográficos do colunista Finian Cunningham
Finian Cunningham (born 1963) has written extensively on international affairs, with articles published in several languages. He is a Master’s graduate in Agricultural Chemistry and worked as a scientific editor for the Royal Society of Chemistry, Cambridge, England, before pursuing a career in journalism. He is also a musician and songwriter. For nearly 20 years, he worked as an editor and writer in major news media organisations, including The Mirror, Irish Times and Independent. Originally from Belfast, Ireland, he is now located in East Africa as a freelance journalist, where he is writing a book on Bahrain and the Arab Spring, based on eyewitness experience working in the Persian Gulf as an editor of a business magazine and subsequently as a freelance news correspondent. The author was deported from Bahrain in June 2011 because of his critical journalism in which he highlighted systematic human rights violations by regime forces. He is now a columnist on international politics for Press TV and the Strategic Culture Foundation. More articles by Finian Cunningham
Finian Cunningham (nascido em 1963) tem escrito extensamente acerca de assuntos internacionais, com artigo publicados em diversas línguas. Ele é Mestre em Química Agrícola e trabalhou como editor científico da Real Sociedade de Química em Cambdrige, Inglaterra, antes de fazer carreira em jornalismo. É também músico e compositor de canções. Por cerca de 20 anos trabalhou como editor e escritor em grandes organizações de mídia noticiosa, inclusive The Mirror, Irish Times e Independent. Originalmente de Belfast, Irlanda, agora vive na África Oriental como jornalista independente, onde está escrevendo livro acerca de Bahrain e da Primavera Árabe, baseado em experiência de testemunha ocular trabalhando no Golfo Pérsico como editor de revista de negócios e subsequentemente como correspondente independente de notícias. O autor foi deportado de Bahrain em junho de 2011 por causa de seu jornalismo crítico no qual destacou violações sistemáticas de direitos humanos por forças do regime. Hoje é colunista de política internacional da Press TV e da Fundação de Cultura Estratégica. Mais artigos de Finian Cunningham


No comments:

Post a Comment