Tuesday, March 4, 2014

C4SS - If You’re Reading This, You’re Probably a Terrorist


ENGLISH
PORTUGUÊS
CENTER FOR A STATELESS SOCIEY
CENTRO POR UMA SOCIEDADE SEM ESTADO
A Left Market Anarchist Think Tank and Media Center
Centro de Políticas e de Mídia Esquerdista Anarquista de Mercado
Commentary
Comentário

If You’re Reading This, You’re Probably a Terrorist

Se Estiver Lendo Isto, Você É Provavelmente Terrorista
This has been one of those times that a series of random, seemingly unrelated events have all reinforced a common lesson for me. First, it was reported on January 21 (“Opposed to Fracking? You Might Be a Terrorist,” PopularResistance.org) that Canadian and U.S. law enforcement agencies — Canadian Security Intelligence Service (CSIS), the Mounties, the FBI, Homeland Security, and provincial, state and local police — have been working closely with Enbridge, TransCanada and other energy companies engaged in pipeline projects to keep leading anti-fracking activists under surveillance as potential “terrorists.” Scotland Yard has carried out similar surveillance of “radicals” in the animal rights, anti-war, anti-capitalist and anti-GMO movements.
Vem de suceder uma dessas ocasiões em que série de eventos aleatórios, aparentemente não relacionados, todos em conjunto enfatizaram-me lição em comum. Primeiro foi noticiado, em 21 de janeiro (“Contra Fratura Hidráulica? Você Poderá Ser um Terrorista,” PopularResistance.org) que órgãos de imposição do cumprimento da lei canadenses e estadunidenses — Serviço Canadense de Inteligência de Segurança (CSIS), a Polícia Montada, o FBI, o Departamento de Segurança Nacional, e as polícias provincial, estadual e local — têm estado trabalhando intimamente com a Enbridge, a TransCanada e outras empresas de energia engajadas em projetos de tubagem para  manter ativistas destacados contrários a fratura hidráulica sob vigilância como possíveis “terroristas.” A Scotland Yard tem mantido vigilância similar de “radicais” nos movimentos de direitos dos animais, contra a guerra, contra o capitalismo e contra organismos geneticamente modificados - OGM.
The same day in the U.S. (“So now Homeland Security can detain suspected movie pirates?” IO9, January 21), Homeland Security seized a man for wearing Google Glass in an Ohio movie theater,  detaining him for three hours — even though he had the “record” function turned off.
No mesmo dia, nos Estados Unidos (“Então Agora o Departamento de Segurança Nacional pode deter suspeitos de pirataria de filmes?” IO9, 21 de janeiro), o Departamento de Segurança Nacional prendeu homem por usar Google Glass em sala de cinema em Ohio,  detendo-o por três horas — embora a função “gravar” estivesse desligada.
Finally, on February 3, Truth-Out.org reported a lawsuit to overturn the Animal Enterprise Terrorism Act, a U.S. law that treats formerly misdemeanor acts of civil disobedience like freeing animals from factory farms — or even trespassing or filming undercover without permission — as acts of terrorism (“Is Freeing a Duck Terrorism?“). By way of background information, bear in mind that — even though the FBI in 2004 designated animal rights and environmental activists the leading threat of domestic terrorism, no one has ever been injured by any of these movements’ protest actions.
Finalmente, em 3 de fevereiro, Truth-Out.org informou de ação judicial para revogar a Lei de Terrorismo Atinente a Empresas de Produtos de Origem Animal, lei estadunidense que trata atos anteriormente considerados delitos menores de desobediência civil,  tais como libertar animais de instalações de confinamento — ou mesmo intrusão ou filmagem furtiva sem permissão — como atos de terrorismo (“É Libertar um Pato Terrorismo?“). À guisa de informação de antecedentes, tenha-se em mente que — mesmo embora o FBI, em 2004, tenha  considerado oficialmente ativistas de direitos dos animais e ambientalistas a principal ameaça de terrorismo interno ao país, ninguém jamais foi ferido por quaisquer dessas ações de protesto dos respectivos movimentos.
All the high-level “counter-terrorism” legislation passed after 9/11 was justified at the time by the urgent need to stop anyone from ever again crashing a jet plane into a skyscraper, spreading anthrax or setting off a “dirty bomb” in a major city. These were supposedly extraordinary powers granted only to counter extraordinary dangers, never to be used by law enforcement against ordinary crimes. But when has the state ever promised that and kept its word? The Espionage and Sedition Acts passed during World War I were accompanied by similar assurances that they wouldn’t be used to suppress ordinary dissent and political debate — and wound up being used as grounds for mass arrests of I.W.W. and Socialist Party members and public critics of the war.
Toda a legislação de alto nível de “contraterrorismo” aprovada depois do 11/9 foi justificada à época pela urgente necessidade de impedir que qualquer pessoa lançasse de novo avião a jato contra arranha-céu, disseminasse antraz ou explodisse “bomba radiológica” em grande cidade. Aqueles eram poderes pretensamente extraordinários concedidos apenas como reação a perigos extraordinários, nunca para serem usados pelos órgãos de imposição do cumprimento da lei contra crimes ordinários. Quando foi, porém, que o estado alguma vez prometeu isso e manteve sua palavra? As leis de Espionagem e Sedição aprovadas durante a Primeira Guerra Mundial foram acompanhadas de promessas similares de não serem usadas para reprimir dissidência ordinária e debate político — e acabaram sendo usadas como justificativa para prisões em massa de membros da Trabalhadores Industriais do Mundo - I.W.W. e do Partido Socialista, e de críticos públicos da guerra.
So here we are. The USA PATRIOT Act, and a whole slew of security agencies like the CSIS, RCMP, FBI and DHS are being used to protect the profits of the fossil fuel industries, the movie industry and corporate agribusiness against public debate, embarrassment, or protests. Treating protests that disrupt business as “terrorism?” If USA PATRIOT had been passed a couple of generations ago, I suppose lunch counter sit-ins and bus boycotts would have been classified as “terrorism.”
Portanto assim estão as coisas. A Lei PATRIOTA DOS ESTADOS UNIDOS, e toda uma penca de órgãos de segurança tais como CSIS, RCMP, FBI e DHS estão sendo usadas para proteger de debate público, constrangimento ou protestos os lucros das indústrias de combustíveis fósseis, a indústria do cinema e o agronegócio corporativo. Tratar protestos que impeçam negócios como “terrorismo?” Se a PATRIOTA DOS ESTADOS UNIDOS tivesse sido aprovada há um par de gerações, suponho que a ocupação, por não brancos, de assentos em balcões de refeições só para brancos, e bem assim a recusa de não brancos de cederem seus lugares a brancos em ônibus, teriam sido consideradas “terrorismo.”
The ultimate purpose of all the state’s laws and enforcement apparatus, regardless of the many ostensible justifications for this law or that, is to defend the interests of the system and those who control it. Any laws passed by the state, and any armed and uniformed functionaries employed by the state to enforce those laws, will interpret the laws in a way that serves the interests of the system of power.
O propósito último de toda lei e todo aparato de imposição do cumprimento da lei do estado, independentemente das muitas pretensas justificativas para esta ou aquela lei, é defender os interesses do sistema e daqueles que o controlam. Qualquer processo de aprovação de lei pelo estado, e quaisquer funcionários armados e uniformizados empregados pelo estado para impor o cumprimento da lei, interpretarão a lei de maneira que sirva aos interesses do sistema de poder.
Translations for this article:
Traduções deste artigo:
Citations to this article:
Citações deste artigo:
Kevin Carson, Abuses of the word ‘terrorism’, Dhaka, Bangladesh New Nation, 02/16/14
Kevin Carson, If You’re Reading This, You’re Probably a Terrorist, Dhaka, Bangladesh New Age, 02/13/14
Kevin Carson, If You’re Reading This, You’re Probably a Terrorist, Eastern Nagaland Mirror [India], 02/11/14
Kevin Carson, If You’re Reading This, You’re Probably a Terrorist, Before It’s News, 02/10/14
Kevin Carson, If You’re Reading This, You’re Probably a Terrorist, Counterpunch, 02/11/14

No comments:

Post a Comment