Wednesday, January 22, 2014

C4SS - Destroying the Master's House With the Master's Tools: Some Notes on the Libertarian Theory of Ideology - Pages 31-35



ENGLISH
PORTUGUÊS
Center for a Stateless Society
Centro por uma Sociedade Sem Estado
A Left Market Anarchist Think Tank and Media Center
Centro de Políticas e de Mídia Esquerdista Anarquista de Mercado
Destroying the Master's House With the Master's Tools: Some Notes on the Libertarian Theory of Ideology
Destruição da Casa do Senhor Com as Ferramentas do Senhor: Algumas Notas acerca da Teoria Libertária da Ideologia
Kevin Carson
Kevin Carson
Center for a Stateless Society Paper No. 15 (First Half 2013)
Centro por uma Sociedade sem Estado Paper No. 15 (Primeiro Semestre de 2013)
press conferences and Walter Cronkite, was a pervasive normative ground, a background against which dissenting opinion stood out as a heretical exception. Mockery and criticism were relegated to the “private” realm.
e por Walter Cronkite, era um terreno normativo disseminado, um plano de fundo contra o qual a opinião dissidente destacava-se como exceção herética. Escárnio e crítica ficavam relegados ao reino do “privado.”
But as the counter-reality becomes more ubiquitous, as it challenges official statements wherever they appear, as it becomes universally accessible to enormous audiences communicating with each other and hyperlinking the official statement for relentless mockery, the old official reality loses its perceived privileged status as consensus reality. The counter-reality becomes as pervasive as official reality in the public space, and contests it for perceived legitimacy.
À medida, porém, que a contrarrealidade torna-se mais ubíqua, à medida que ela questiona declarações oficiais onde elas apareçam, à medida que ela se torna universalmente acessível a enormes plateias com membros comunicando-se uns com os outros e criando hiperlinks da declaração oficial para efeito de escárnio implacável, a antiga realidade oficial perde seu status privilegiado de percebida como realidade de consenso. A contrarrealidade torna-se tão disseminada quanto a realidade oficial no espaço público, e compete com ela no ser percebida como legitimidade.
The Facebook groups, the Wikileaks cables, the blogs all show that any one person is not alone in a particular set of beliefs about the regime. Another form of common knowledge is allowed to take hold. It is not indubitable, and it may have been infiltrated, manipulated and it may in time be switched off—as has happened in Egypt. But the reality of the critique of the regime is believed to be commonly shared.86
Os grupos do Facebook, os cabogramas do Wikileaks, os blogs, todos mostram que qualquer pessoa não está só num particular conjunto de crenças acerca do regime. Outra forma de conhecimento comum ganha permissão para começar a causar efeito. Não é indubitável, e pode ser infiltrada, manipulada e, por fim, ser neutralizada — como tem acontecido no Egito. A realidade, porém, da análise e avaliação do regime é crida como partilhada em comum.86
At any rate, the subversive use of the dominant religion's content is shared by ideologies of rebellion among the people of the state spaces themselves.
De qualquer forma, o uso subversivo do conteúdo da religião dominante é partilhado por ideologias de rebelião entre pessoas dos próprios espaços estatais.
When it comes to cosmology and religion in particular, there would seem to be a plausible connection between dissident, charismatic religious movements in the hills and the disprivileged strata within state populations.... [S]omething of a continuum between symbolic dissent by subaltern state populations and relatively independent hill societies emerges. It is among these peoples, dispossessed and marginal, respectively, that the more revolutionary, “world-upside- down” prophetic message makes its greatest appeal. And of course, it is with the fringes of the valley population that hill peoples are likely to have most contact. Arriving in the valleys for trade and work, hill visitors are in closest contact with the bottom of the valley social hierarchy. The lower echelons of the valley population, along with the “lumpen intelligentsia” of monks and hermits, are also the most likely to drift into the hills. Thus, in terms of structural position as well as of social contact, we should probably treat radical valley religious movements as different in
Quando se trata, em particular, de cosmologia e religião, parece haver conexão plausível entre movimentos religiosos dissidentes carismáticos nas colinas e estratos desprivilegiados internamente às populações do estado.... [S]urge uma espécie de continuum entre dissidência simbólica por parte de populações subalternas do estado e sociedades de colina relativamente independentes. É entre essas pessoas, respectivamente destituídas e marginais, que a mensagem profética mais revolucionária, do “mundo de cabeça para baixo,” ganha seu maior apelo. E, obviamente, é com a marginalidade da população do vale que os povos da colina exibem maior probabilidade de ter contato. Chegando aos vales para comércio e trabalho, visitantes da colina estão em contato mais íntimo com a subalternidade da hierarquia social do vale. Os escalões mais baixos da população do vale, juntamente com a “lumpen intelligentsia” dos monges e eremitas, são também os com mais probabilidade de irem dar com os costados nas colinas. Portanto, em termos de posição estrutural, e bem assim de contato social, deveríamos tratar movimentos religiosos radicais do vale como diferentes em 
86 Tony Curzon Price, “Cupid's freedom: how the web sharpens the democratic revolution,” openDemocracy, January 31, 2011[Please see link in the original]
86 Tony Curzon Price, “Liberdade de Cupido: como a web intensifica a revolução democrática,” openDemocracy, 31 de janeiro de 2011 [Por favor veja link no original]
degree but not in kind from hill prophetic movements.87
grau, mas não em natureza, dos movimentos proféticos das colinas.87
This “lumpen intelligentsia” of dissident clergy from the valley-state religions, as Scott argues, forms a class of “organic intellectuals” (in Gramsci's words) for the insurrectionist ideology.
Essa “lumpen intelligentsia” de clérigos dissidentes das religiões do vale-estado, como argumenta Scott, forma uma classe de “intelectuais orgânicos” (nas palavras de Gramsci) favoráveis à ideologia insurreicionista.
...monks, ex-seminarians, catechists, healers, traders, and peripheral local clergy are vastly overrepresented in the ranks of prophets. They are, in the Gramscian sense, the organic intellectuals of the dispossessed and marginal in the premarginal world. This too, as a generalization, travels well. Marc Bloch notes the prominent role of the country priests in peasant uprisings in medieval Europe. Their “plight was often no better than that of their parishioners but [their] minds could better encompass the idea that their miseries were part of a general ill, [they were] men well-fitted to play the time- honoured role of the intellectual.” Max Weber termed this class “pariah intellectuals” and noted that it stood “on the point of Archimedes in relation to social convention... and was capable of an original attitude toward the meaning of the cosmos.” In the highlands such religious figures play much the same role, articulating the aspirations of the community and, at the same time, able to command, or at least neutralize, the symbolic technology of the state.88
...monges, ex-seminaristas, catequistas, curandeiros, mercadores, e clérigos locais periféricos são vastamente superrepresentados nas fileiras dos profetas. Eles são, no sentido gramsciano, os intelectuais orgânicos dos destituídos, e marginais no mundo pré-marginal. Esse fato também, como generalização, pode ser universalizado. Marc Bloch observa o papel preeminente dos padres rurais em levantes de camponeses na Europa medieval. Sua “desafortunada situação era amiúde não melhor do que a de seus paroquianos, mas [suas] mentes podiam melhor apreender a ideia de que suas misérias eram parte de uma enfermidade geral; [eles eram] homens bem dotados para desempenhar o papel, tornado respeitável pela existência havia longo tempo, de intelectuais.” Max Weber chamou essa classe de “intelectuais párias” e observou que ela se situava “no ponto de Arquimedes em relação à convenção social... e era capaz de atitude original no tocante ao significado do cosmos.” Nas terras altas tais figuras religiosas desempenham em grande parte o mesmo papel, colocando em palavras as aspirações da comunidade e, ao mesmo tempo, sendo capazes de dispor sobre, ou pelo menos neutralizar, a tecnologia simbólica do estado.88
The pool of symbols and memes that have popular resonance in any culture is appropriated in different directions by contending classes, as a weapon of class struggle. This shared pool within a given culture is what Gramsci called “common sense,” and he argued that a revolutionary ideology must take symbols from the existing pool of common sense—which in many cases resonate powerfully among the population—and organize them in a new configuration. As Roger Simon explained:
O repositório de símbolos e memes que têm ressonância popular em qualquer cultura é apropriado em diferentes direções pelas classes contendoras, como armas de luta de classe. Esse repositório partilhado dentro de dada cultura é o que Gramsci chamou de “senso comum,” e argumentou que uma ideologia revolucionária tem de tomar símbolos do respositório já existente de senso comum — que em muitos casos ressoa poderosamente no seio da população — e organizá-los numa nova configuração. Como explicou Roger Simon:
Ideologies are not individual fancies, rather, they are embodied in communal modes of living and acting. In order to understand the relation between an ideology and the individuals who are influenced by it Gramsci starts with what he calls common sense, the uncritical and largely unconscious way in which a person perceives the world, often confused and contradictory, and compounded of folklore, myths and popular experience. (He is of course giving the term a special meaning,
Ideologias não são imaginação individual; antes, estão incorporadas em modos comunais de viver e agir. Para entender a relação entre uma ideologia e os indivíduos que são influenciados por ela Gramsci começa pelo que chama de senso comum, o modo não crítico e em grande parte inconsciente pelo qual uma pessoa percebe o mundo, amiúde confuso e contraditório, e mesclado com folclore, mitos e experiência popular. (Ele está, obviamente, dando à expressão significado especial,
87 Scott, The Art of Not Being Governed, pp. 306-307.
88 Ibid., p. 310.
87 Scott, A Arte de Não Ser Governado, pp. 306-307.
88 Ibid., p. 310.
quite different from the usual one, somewhat akin to the English terms ‘conventional wisdom’ or ‘received opinion’.) The task for Marxism is to be a criticism of common sense, and to enable people to develop its positive nucleus--which he calls good sense--into a more coherent outlook.89
bem diferente do usual, de algum modo afim dos termos ingleses ‘sabedoria convencional’ ou ‘opinião herdada’.) A tarefa do marxismo é ser crítica do senso comum, e capacitar as pessoas a desenvolverem seu núcleo positivo -- que ele chama de bom senso -- em atitude mais coerente.89
Thus the nature of ideological struggle is not to make a completely fresh start. Rather, it is a process of transformation in which some of the elements are rearranged and combined in a different way with a new nucleus or central principle. A process of this kind is necessary because, if the old ideological system was a genuinely popular one, then the elements (or at least some of them) to which this popularity was due, need to be preserved in the new system even if their relative weight ] [ and some of their content is changed. The unity of the new ideological system will stem from its nucleus or central unifying principle.90
Portanto, a natureza da luta ideológica não é a de começar do zero absoluto. É, antes, um processo de transformação no qual alguns dos elementos são rearranjados e combinados de maneira diferente com um novo núcleo ou princípio central. Um processo da espécie é necessário porque, se o antigo sistema ideológico era genuinamente popular, então os elementos (ou pelo menos alguns deles) aos quais sua popularidade se devia precisam ser preservados no novo sistema mesmo se seu peso relativo] [ e parte de seu conteúdo for mudado. A unidade do novo sistema ideológico derivará de seu núcleo ou princípio unificador central.90
Another illustration from Britain is the way in which the shift to the right in the Conservative Party... was able to make use of the popular hostility to many of the activities of the state, to its bureaucracy and to the continual growth in the burden of taxation. The Tory Party posed as the champion of individual liberty against the state, proposing to cut down taxation, encourage personal initiatives, and reduce the role of government. The Tories were therefore aiming to appropriate popular sentiments of resentment against bureaucratic injustices and inefficiencies, and integrate these sentiments into an ideological system centred on the virtues of private enterprise.91
Outra ilustração oriunda da Grã-Bretanha é o modo pelo qual o deslocamento para a direita no Partido Conservador... foi capaz de fazer uso da hostilidade popular a muitas das atividades do estado, a sua burocracia e ao contínuo crescimento do fardo da tributação. O Partido Tory posou como campeão da liberdade individual contra o estado, propondo efetuar cortes na tributação, estimular iniciativas pessoais, e reduzir o papel do governo. Os Tories estavam pois visando a apossar-se de sentimentos populares de ressentimento contra injustiças e formas de ineficiência burocráticas, e a integrar  esses sentimentos num sistema ideológico centrado nas virtudes do empreendimento privado.91
The task for Marxist theory is to be a criticism of common sense, and to enable people to develop its positive nucleus—which Gramsci called good sense—into a more coherent outlook. And he emphasised that ‘it is not a question of introducing from scratch a scientific form of thought into everyone’s life, but of renovating and making critical an already existing activity’....
A tarefa da teoria marxista consiste em ser crítica do senso comum, e em permitir que as pessoas desenvolvam seu núcleo positivo — que Gramsci chamou de bom senso — chegando a uma visão mais coerente. E ele enfatizou que ‘não se trata de introduzir, a partir do zero, uma forma científica de pensamento na vida da pessoa, mas de revigorar e tornar crítica uma atividade já existente’....
In discussing the nature of ideological struggle we said above that a class advancing towards hegemony does not have to make a clean sweep of the opposing ideological systems; rather, it is a matter of transforming existing ideologies by preserving and rearranging some of
Ao discutirmos a natureza da luta ideológica dissemos acima que uma classe que avança rumo à hegemonia não tem de fazer uma varredura radical dos sistemas ideológicos oponentes; antes, trata-se de transformar ideologias já existentes mediante preservar e reorganizar alguns dos
89 Roger Simon. Gramsci’s Political Thought: An Introduction (London: Lawrence and Wishart, 1982), pp. 25-26.
90 Ibid., pp. 60-62.
91 Ibid., p. 62.
89 Roger Simon. O Pensamento Político de Gramsci: Uma Introdução (London: Lawrence and Wishart, 1982), pp. 25-26.
90 Ibid., pp. 60-62.
91 Ibid., p. 62.
the most durable elements in a new system.92
elementos mais duráveis num novo sistema.92
Scott argues that the themes of background cultures have an invisible hand effect on the messages of charismatic prophets who found millennarian movements.
Scott argumenta que os temas de culturas inconspícutas têm efeito de mão invisível sobre as mensagens de profetas carismáticos que fundam movimentos milenários.
It is the society within which a successful prophet appears that, in effect, lays down the basic script that shapes the prophet's repertoire.... How this process of reciprocal influence might work can be likened to the influence that an audience might have on a medieval bard. Let us imagine a bard who lives exclusively by the voluntary contributions of ordinary people in the marketplace. And let us assume, for the sake of argument, that each of those who like what he sings gives him an identical small “copper.” Having conjured up a bard who wants to please a large audience, let us further imagine that this bard has a repertoire of, say, a thousand songs and stories from which to select. Assuming that his audience has definite tastes, I imagine that, little by little, as the bard comes to know his audience, the actual songs he sings in the market square... will come to more closely approximate the distribution of tastes among his audience....
É aquela sociedade no seio da qual aparece profeta bem-sucedido que, com efeito, assenta o roteiro básico que dá forma ao repertório do profeta.... O modo como esse processo de influência recíproca possa funcionar pode ser comparado à influência que uma plateia possa ter sobre um bardo medieval. Imaginemos bardo que viva exclusivamente das contribuições voluntárias das pessoas comuns do mercado. E assumamos, para efeito de argumentação, que cada um daqueles que gosta do que ele canta dê-lhe idêntico pequeno “óbolo.” Havendo conjurado bardo que deseja agradar grande plateia, imaginemos, ademais, que esse bardo tenha repertório de, digamos, mil canções e histórias dentre as quais selecionar. Assumindo que sua plateia tenha gostos definidos, imagino que, pouco a pouco, à medida que o bardo vá conhecendo sua plateia, as canções específicas que ele cantará na praça do mercado... aproximar-se-ão mais estreitamente da distribuição de gostos no seio de sua plateia....
Like any analogy, this one has its limitations. It allows too little for the creativity of the prophet and his capacity to add to the repertoire and to change tastes... Nonetheless, the analogy does demonstrate the way in which the cultural expectations and historical understanding of a charismatic public... can play a decisive role in influencing the script of a successful prophet. This stochastic process of successful adjustment is familiar enough; it is the stock in trade of most successful politicians and preachers.93
Como qualquer analogia, também esta tem suas limitações. Ela concede pouco espaço para a criatividade do profeta e para sua capacidade de contribuir para o repertório e modificar gostos... Todavia, a analogia mostra o modo pelo qual as expectativas culturais e o entendimento histórico de um público carismático... podem desempenhar papel decisivo em influenciar o roteiro de profeta bem-sucedido. Este processo estocástico de ajustamento bem-sucedido é familiar o suficiente; é a matéria-prima por excelência da maioria dos políticos e pregadores bem-sucedidos.93
A major reason ruling ideologies are so vulnerable to such jiu-jitsu is that they use, as basic building blocks, basic conceptions of reciprocal and distributive justice that are universal and intuitive. An unjust order can only legitimize itself by appealing to ideals of genuine justice, however it misapplies them.
Um dos principais motivos pelos quais ideologias dominantes são de tal modo vulneráveis a tal jiu-jitsu é elas usarem, como blocos básicos de construção, concepções básicas de justiça recíproca e distributiva que são universais e intuitivas. Uma ordem injusta só consegue legitimar-se mediante apelar para ideais de justiça genuína, por mais que os use de modo tendencioso ou impróprio.
92 Ibid., p. 64.
93 Scott, The Art of Not Being Governed, pp. 296-297.
92 Ibid., p. 64.
93 Scott, A Arte de Nâo Ser Governado, pp. 296-297.
The Parasitism of Official Ideology on the Beliefs of the Ruled
A Ideologia Oficial Parasitária das Crenças dos Dominados
Scott does not go far enough, however. He goes too far in stressing the dependence of ideologies of resistance on recuperated content from ideologies of domination, and then neglects the reverse.
Scott porém não vai longe o bastante. Vai longe demais em sublinhar a dependência de ideologias de resistência de conteúdo recuperado de ideologias de dominação, e em seguida negligencia o inverso.
By definition, we have made the public transcript of domination ontologically prior to the hidden, offstage transcript. The result of proceeding in this fashion is to emphasize the reflexive quality of the hidden transcript as a labor of neutralization and negation. If we think, in schematic terms, of public transcript as comprising a domain of material appropriation..., a domain of public mastery and subordination..., and, finally, a domain of ideological justification for inequalities..., then we may perhaps think of the hidden transcript as comprising the offstage responses and rejoinders to that public transcript.94
Por definição, temos tornado a transcrição pública da dominação ontologicamente anterior à transcrição oculta, invisível à plateia. O resultado de assim fazermos é enfatizar a qualidade reflexa das transcrição oculta como trabalho de neutralização e negação. Se pensarmos, em termos esquemáticos, da transcrição pública como compreendendo omínio de apropriação material..., domínio de controle e subordinação pública..., e, finamente, domínio de justificativa ideológica de desigualdades..., então poderemos talvez pensar da transcrição oculta como compreendendo as respostas e réplicas, invisíveis à plateia, àquela transcrição pública.94
But opposition movements do not merely recuperate the symbols and values of the ruling ideology as a weapon against the system of power. The ruling ideology itself was created, in the first place, by appealing to pre-existing symbols and values which possessed resonance in the larger culture.
Sem embargo, os movimentos de oposição não meramente recuperam os símbolos e valores da ideologia dominante como arma contra o sistema de poder. A ideologia dominante ela própria foi criada, antes de tudo, mediante apelo a símbolos e valores preexistentes que possuíam ressonância na cultura mais ampla.
A good example is the way in which Federalist literature and polemics during the ratification debates over the proposed U.S. Constitution in 1787-1788 attempted to sell it to a skeptical public in terms of the prevailing anglo-republican value system.
Bom exemplo é o modo pelo qual a literatura e a polêmica Federalista, durante os debates de ratificação a propósito da proposta Constituição dos Estados Unidos em 1787-1788 tentaram vender dita Constituição ao público cético em tremos do sistema prevalecente de valores anglorrepublicano.
James Scott argues that one reason for Marxism's rapid inroads among the 19th century working class was its powerful resonance with this earlier Judaeo-Christian vision of history:
James Scott argumenta que um dos motivos do rápido avanço do marxismo no seio da classe trabalhadora do século 19 foi sua poderosa ressonância junto a essa prévia visão judaico-cristã da história:
It is impossible to read the Communist Manifesto without being struck by how much it owes, normatively and structurally, to Christian eschatological thinking: a debased world of oppression and sin, a deepening crisis, a final clash between good and evil, the triumph of good, the perfect society, and the end of history. In this context, the appeal of socialism to the Western working class must have rested, in some part, on how neatly it tracked the millennarian narrative of
É impossível ler o Manifesto Comunista sem percebermos o quanto ele deve, normativa e estruturalmente, ao pensamento escatológico cristão: um mundo aviltado de opressão e pecado, uma crise que se aprofunda, uma colisão final entre bem e mal, o triunfo do bem, a sociedade perfeita, e o fim da história. Nesse contexto, o apelo do socialismo para a classe trabalhadora ocidental só poderá ter estado assentado, em alguma medida, em o quão impecavelmente terá ele trilhado a narrativa milenária do

No comments:

Post a Comment