Wednesday, October 9, 2013

RBTH - Bushehr nuclear plant turned over to Iran


English
Português
Russia Beyond the Headlines
Rússia Além dos Títulos de Jornal
Bushehr nuclear plant turned over to Iran
Usina nuclear de Bushehr transferida para o Irã
September 25, 2013 Olga Samofalova, Vzglyad
25 de setembro de 2013 Olga Samofalova, Vzglyad
Tehran hopes the transfer marks the first step toward building more plants, but Russia is hesitant.
Teerã espera que a transferência represente o primeiro passo rumo à construção de mais usinas, mas a Rússia está hesitante.
The Bushehr nuclear plant began operations in 2010 when nuclear fuel was delivered into the reactor building of the under the supervision of inspectors from the IAEA. Source: Reuters
A usina nuclear de Bushehr começou a funcionar em 2010 quando levado combustível nuclear para o edifício do reator sob supervisão de inspetores da IAEA. Fonte: Reuters
After 37 years of construction, Russia has handed over operations of the Bushehr nuclear plant to Iran. Russian specialists will continue to work at the site for the next two years advising staff and providing technical support, but the plant is now under Iranian control, according to Ali Akbar Salekhi, head of the Atomic Energy Organization of Iran.
Depois de 37 anos de construção, a Rússia passou a responsabilidade do funcionamento da usina nuclear de Bushehr ao Irã. Especialistas russos continuarão a trabalhar no local pelos próximos dois anos, assessorando a equipe e fornecendo suporte técnico, mas a usina está agora sob controle iraniano, de acordo com Ali Akbar Salekhi, chefe da Organização de Energia Atômica do Irã.
The plant began operations on Aug. 21, 2010 when nuclear fuel was delivered into the reactor building of the under the supervision of inspectors from the International Atomic Energy Agency (IAEA). This past July, the first unit reached its full capacity, but the official transfer of the operation was delayed until a series of tests could be conducted. 
A usina começou a funcionar em 21 de agosto de 2010, quando combustível nuclear foi levado para o edifício do reator sob supervisão de inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA). Em julho passado, a primeira unidade atingiu capacidade plena, mas a transferência oficial do funcionamento foi postergada até poder ser conduzida série de testes.
Tehran hopes to begin work on the construction of a second power unit with the same capacity of 1,000 megawatts in the near future. According to Salekhi, negotiations with Russia on this issue are ongoing.
Tehran espera começar trabalho de construção de segunda unidade de energia com a mesma capacidade de 1.000 megawatts em futuro próximo. De acordo com Salekhi, negociações com a Rússia a esse respeito estão em andamento.
“The parties, during the last meeting of the Intergovernmental Commission of Iran and Russia on Economic Issues, came to an agreement on the construction of new nuclear power plants,” Salekhi said.
“As partes, durante a última reunião da Comissão Intergovernamental de Irã e Rússia A Propósito de Assuntos Econômicos, chegaram a acordo acerca da construção de novas usinas de energia nuclear,” disse Salekhi.
Iran plans to construct three new power units: two in the short term, and one in the longer term. The Bushehr site allows for the construction of a total of four power units with a capacity of 1,000 megawatts each. However, the site for these power units must first be approved by the IAEA.
O Irã planeja construir três novas unidades de energia: duas no curto prazo, e uma no longo prazo. O local em Bushehr permite a construção de um total de quatro unidades de energia com capacidade de 1.000 megawatts cada. Todavia, o local dessas unidades de energia precisa primeiro ser aprovado pela IAEA.
Bushehr is the first nuclear power plant in the Middle East, and the longest-delayed construction project in the region. The construction of the power plant began in 1974 under a contract with Siemens, but  Atomstroyexport, Russia’s nuclear power equipment and service export monopoly, took over the project in 1998.  
Bushehr é a primeira usina geradora de eletricidade a partir de energia nuclear no Oriente Médio, e o projeto de construção mais postergado na região. A construção da usina de energia elétrica começou em 1974, mediante contrato com a Siemens, mas a Atomstroyexport, monopólio russo de exportação de equipamento de energia nuclear e serviços da Rússia, assumiu o projeto em 1998.  
Russian state nuclear agency Rosatom considers Bushehr a unique project with no analogues anywhere in the world because Russian equipment had to be integrated into construction works made to German designs. Russian engineers also had to use about 12,000 tons of German equipment.
A agência nuclear estatal russa Rosatom considera Bushehr projeto ímpar, sem similar em qualquer parte do mundo, porque equipamento russo teve de ser integrado a obras de construção efetuadas conforme projetos alemães. Engenheiros russos também tiveram de usar cerca de 12.000 toneladas de equipamento alemão.
Experts are cautious about the prospects of Russia's participation in the construction of other power plants in Iran. On the one hand, building nuclear plants is profitable and if Moscow declines additional projects, another partner – most likely China – can easily be found.
Especialistas estão cautelosos acerca das perspectivas de participação da Rússia na construção de outras usinas de energia elétrica no Irã. Por um lado, a construção de usinas nucleares é lucrativa e se Moscou declinar de projetos adicionais, outro parceiro – mais provavelmente a China – poderá facilmente ser achado.
However, Tehran is currently subject to international sanctions, which are depriving Iran of $40-50 billion annually, according to Vladimir Sazhin, a senior researcher at the Institute of Oriental Studies at the Russian Academy of Sciences, reported RIA Novosti.
Nada obstante, Teerão está atualmente sujeita a sanções internacionais, que estão privando o Irã de $40-50 biliões de dólares anualmente, de acordo com o que Vladimir Sazhin, pesquisador sênior do Instituto de Estudos Orientais da Acadêmia de Ciências da Rússia, relatou à RIA Novosti.
In addition, international banking transactions are no longer possible in Iran; the SWIFT banking system stopped working with Iranian banks in 2012. “Even if Iran will find the money, how will it transfer the money officially? Many countries now owe money to Iran, e.g. India, China, but they cannot transfer this money to Iran in the usual way,” Sazhin said.
Além disso, transações bancárias internacionais não mais são possíveis no Irã; o sistema bancário SWIFT cessou de trabalhar com bancos iranianos em 2012. “Mesmo se o Irã conseguir o dinheiro, como o transferirá oficialmente? Muitos países hoje devem ao Irã, por exemplo Índia, China, mas não podem transferir o dinheiro para o Irã da maneira usual,” disse Sazhin.

No comments:

Post a Comment