Friday, July 5, 2013

C4SS - The Revolution of Brazil – An Interview



ENGLISH
PORTUGUÊS
CENTER FOR A STATELESS SOCIEY
CENTRO POR UMA SOCIEDADE SEM ESTADO
A Left Market Anarchist Think Tank and Media Center
Centro de Políticas e de Mídia Esquerdista Anarquista de Mercado
Feature Articles
Artigos em Destaque
The Revolution of Brazil – An Interview
A Revolução do Brasil - Entrevista
Grant Mincy | July 2nd, 2013
Grant Mincy |  2 de julho de 2013
Brazil is in a state of revolt. Demonstrations have been taking place all across South America’s largest country in over 350 Brazilian cities. Demonstrations against political corruption, poor education, poor healthcare, police violence, public transit costs and more are taking place on the streets. The public demonstrations are so large in scale that the nations political ruling class is working to enact legislation to calm the storm.
O Brasil está em estado de revolta. Demonstrações estão tendo lugar em todo o maior país da América do Sul em mais de 350 cidades brasileiras. Demonstrações contra corrupção política, educação reles, cuidados de saúde pífios, violência policial, custos do transporte público, e mais, estão tendo lugar nas ruas. As demonstrações públicas são tão grandes em escala que a classe governante política do país está trabalhando para promulgar legislação para aplacar a tormenta.
Tairone Leão, a close friend of mine, is an adjunct professor at the University of Brasilia at the Agronomy and Veterinary Medicine School in Brasilia, DF, Brazil. He is an Agronomist from Rio Verde, GO, Brazil where he was born and raised. He holds a graduate degree in Agronomy from the University of São Paolo and also a PhD in Geology from the University of Tennessee, Knoxville – where we became quick friends. Rio Verde is located 430 km away from Brasilia where he lives now.
Tairone Leão, estreito amigo, é professor adjunto da Universidade de Brasília na Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária em Brasília, DF, Brasil. É agrônomo de Rio Verde, Goiás, Brasil, onde nasceu e foi criado. Tem grau de bacharel em Agronomia pela Universidade de São Paulo e também doutoramento em Geologia pela Universidade de Tennessee em Knoxville – onde tornamo-nos rapidamente amigos. Rio Verde está situada a 430 quilômetros de distância de Brasília, onde ele vive atualmente.
In this article, Tairone shares with us his thoughts on Brazil’s social movement – questions were developed with the help of C4SS contributors:
Neste artigo, Tairone compartilha conosco suas reflexões acerca do movimento social do Brasil – as perguntas foram elaboradas com ajuda de colaboradores do C4SS:
C4SS: A picture says a thousand words. This picture was taken at a recent demonstration, can you explain what is happening here? [T.N. Please check the photo at http://c4ss.org/content/20077 ]
C4SS: Uma foto diz mil palavras. Esta foto foi tirada numa demonstração recente, pode explicar o que está acontecendo nela? [N.T. Por favor confira a foto em http://c4ss.org/content/20077 ]
Tairone: This picture was taken in Brasilia, the capital of Brazil during last week’s protests. The protests took place in front of the National Congress building where there is a small lake, the ministry buildings can be seen at the back. At some point protesters tried to invade the building across the lake and were repelled by the police with tear gas and batons. They are known to have been using rubber bullets as well. Later in the evening the protesters broke through and ended up on top of the building. It was a huge symbol to Brazil when they broke through. A few of them were quoted as saying something in the lines of “we are taking our home back”. A  picture from the media will help show what happened.
Tairone: Esta foto foi tirada em Brasília, a capital do Brasil, durante os protestos da semana passada. Os protestos tiveram lugar em frente ao edifício do Congresso Nacional onde há um pequeno lago, os edifícios dos ministérios podem ser vistos na parte de trás. A certa altura os protestadores tentaram invadir o edifício do outro lado do lago e foram repelidos pela polícia com gás lacrimogêneo e cassetetes. Sabe-se a polícia tem usado também balas de borracha. Mais tarde, à noite, os protestadores forçaram caminho e terminaram no alto do prédio. Quando o fizeram, foi enorme símbolo para o Brasil. Foi citado que alguns deles disseram algo mais ou menos como “estamos tomando nosso lar de volta”. Um retrato oriundo da mídia ajudará a mostrar o que aconteceu.
C4SS: Brazil as a nation-state - what exactly is going on? What sparked so many people to take to the streets?
C4SS: O Brasil é uma nação-estado - o que exatamente está acontecendo? O que levou tantas pessoas a ganhar as ruas?
Tairone: As of now nobody knows for sure what is going on. We are slowly understanding the process and the direction it might take. A couple of weeks ago everything seemed perfectly normal. The president was going on TV, talking about the world cup, how inflation was under control and enjoying approval rates of up to 70%. However, behind all of that something was bubbling. The amount of taxes paid by Brazilians reached 700 billion Reais (1 Dollar is roughly 2 Reais), the amount of money spent on construction for the world cup kept rising well beyond the initial budget and several planned infra-structure works got cancelled because of budget and scheduling issues. FIFA (the soccer federation) enjoyed unlimited fiscal benefits and controls where, when and if things are going to happen. Meanwhile people die in hospital rooms because there are not enough doctors, equipment and money, public transportation in major cities is nothing less than chaos because of lack of basic infra-structure, and basic and high-school level teachers get paid R$ 1567.00 a month (around 700 U$). The straw that broke the camel’s back was a raise in public transport fare from R$ 3.00 to 3.20 in Sao Paulo city. A few hundred people from the Movimento Passe Livre (Free Public Transportation Movement) took the streets to protest and were violently repelled by the Sao Paulo police. The next day the word spread in social media and hundreds of thousands of people went to the streets, but now it wasn’t about bus fares only, people were now crying for political reformation, punishment for corruption, against the exorbitant amount of money spent in the world cup and against the PEC-37, a proposal of an amendment to the constitution limiting federal prosecutors to investigate crimes (mainly corruption by high ranked politicians). From there the thing took off and a couple of weeks ago more than one million people were on the streets protesting and rioting.
Tairone: Até agora ninguém sabe com certeza o que está acontecendo. Estamos vagarosamente entendendo o processo e a direção que possa tomar. Há um par de semanas tudo parecia perfeitamente normal. A presidente estava indo à TV, falando acerca da copa do mundo, como a inflação estava sob controle e obtendo índice de aprovação de até 70%. Entretanto, por trás de tudo algo fervilhava. O montante de impostos pagos pelos brasileiros atingiu 700 biliões de reais (1 dólar é aproximadamente 2 reais), a quantidade de dinheiro gasto em construção para a copa do mundo continuou aumentando muito além do orçamento inicial e diversas obras planejadas de infraestrutura foram canceladas por causa de problemas de orçamento e cronograma. A FIFA (a federação de futebol) gozava de benefícios fiscais ilimitados e de controle acerca de onde, quando e se as coisas aconteceriam. Enquanto isso pessoas morrem em quartos de hospital porque não há médicos, equipamento e dinheiro suficientes, o transporte público em grandes cidades não passa de caos por falta de infraestrutura básica, e professores de nível primário e secundário ganham R$ 1567,00 por mês (cerca de 700 dólares dos Estados Unidos). A gota d'água foi aumento da passagem de transporte público de R$ 3,00 para 3,20 na cidade de São Paulo. Umas poucas centenas de pessoas do Movimento Passe Livre saiu às ruas para protestar e foram violentamente repelidas pela polícia de São Paulo. No dia seguinte a notícia se espalhou na mídia social e centenas de milhares de pessoas foram às ruas, mas agora não era apenas por causa das passagens, as pessoas agora pediam reforma política, punição da corrupção, eram contra o exorbitante montante de dinheiro gasto na copa do mundo e contra a PEC-37, contra proposta de emenda da constituição limitando os promotores federais na investigação de crimes (principalmente corrupção por políticos em altos postos). Dali a coisa decolou e há um par de semanas mais de um milhão de pessoas estava nas ruas protestando e causando tumulto.
C4SS: Are you involved in any way? Do you support the movement? Why, or why not?
C4SS: Está você envolvido de algum modo? Você apoia o movimento? Por que, ou por que não?
Tairone: I am trying to spread the word. I live in Brasilia and I went to the congress twice last week but people were dispersing at the time I got there. I fully support the movement. I was upset a week before the protests about how much we pay on taxes and how little we get back in public services because of corruption and the ridiculous amount of money spent to support politicians and their mostly useless staff.
Tairone: Estou tentando divulgar. Moro em Brasília e na semana passada fui duas vezes ao congresso mas, ao chegar lá, as pessoas estavam-se dispersando. Apoio totalmente o movimento. Fiquei aborrecido uma semana antes dos protestos com o quanto pagamos de impostos e com o pouco que temos de retorno em serviços públicos por causa da corrupção e da ridícula quantidade de dinheiro gasta para apoiar políticos e suas equipes na maioria inúteis.
C4SS: What do the activists on the ground think is happening? Are there goals?
C4SS: O que os ativistas nos locais das demonstrações acham que está acontecendo? Há metas?
Tairone: The main goal was at first to lower the bus fares. When the thing took off it became a fight against corruption and the exorbitant amount of money spent in the world cup while the population gets nothing in return. Last week the protests focused on the PEC-37 which was voted and did not pass. I think now the focus will be on several high-profile politicians which were convicted for corruption and are still in power such as Renan Calheiros (President of Senate) and congressman José Dirceu (ironically or not, he was convicted for active corruption and later became president of the Justice and Constitution Commission in the congress). The ultimate goal of the movement might be political reformation. As of now politicians cannot be judged as common citizens and this has been a major problem since they rarely or never get punished for anything. This is an old law that was meant to prevent politicians from being judged and condemned for activism during the military rule which horribly backfired in our faces.
Tairone: A principal meta era, de início, baixar as passagens de ônibus. Quando a coisa decolou tornou-se luta contra a corrupção e o exorbitante montante de dinheiro gasto na copa do mundo enquanto a população nada ganha em troca. Na semana passada os protestos concentraram-se na PEC-37 que foi votada e não aprovada. Acho que o foco será em diversos políticos notórios que foram condenados por corrupção e ainda estão no poder tais como Renan Calheiros (Presidente do Senado) e o deputado José Dirceu (ironicamente ou não, foi condenado por corrupção ativa e mais tarde tornou-se presidente da Comissão de Constituição e Justiça do congresso). O objetivo último do movimento poderá ser reforma política. Até o momento, políticos não podem ser julgados como cidadãos comuns e isso tem sido problema maior visto que eles raramente ou nunca são punidos por nada. Essa é uma antiga lei que visava a impedir que políticos fossem julgados e condenados por ativismo durante o governo militar, que explodiu de volta horrivelmente em nossas faces.
C4SS: What are the main concerns?
C4SS: Quais são as principais preocupações?
Tairone: There are not a lot of thought put on concerns about where the movement is going. At first my main concerns where that the movement wouldn’t go anywhere or that it could throw the country in a chaotic state. Regarding the first, a few important changes in the congress have already been achieved, although there is a lot more to be achieved, we can already say the movement is successful. I also don’t think it will lead the country to total chaos, as violent protests and ransacks have not been as frequent. The media have been criticizing rioters nonstop; I however think that they might have their place in the long run.
Tairone: Não há muita reflexão acerca de preocupações no tocante a para onde o movimento está indo. De início minhas principais preocupações disseram respeito a o movimento não ir para parte alguma ou poder lançar o país em estado caótico. No tocante à primeira, já foram obtidas algumas importantes mudanças no congresso, e embora haja muito mais por ser conseguido, já podemos dizer que o movimento é bem-sucedido. Também não acho que ele levará o país ao caos total, visto que protestos e pilhagens violentos não têm sido muito frequentes. A mídia tem criticado continuamente os desordeiros; eu porém acho que eles poderão ter seu lugar no longo prazo.
C4SS: How are the protests organized? Are there known grassroots groups coordinating the protest? Is it spontaneous?
C4SS: Como são os protestos organizados? Há grupos de base conhecidos coordenando o protesto? É ele espontâneo?
Tairone: At first it was coordinated by the Passe Livre Movement. After the first week it went viral and it has been controlled by social media. There is no clear leadership; protests are being organized mainly by Facebook. Anonymous Brasil has been playing a part in the movement as well, however as violent protests have been shunned by the majority, the amount people wearing Guy Fawkes masks is much less than it was a week ago. People are being encouraged to show their faces and show who they are in the movement instead of hiding behind a mask. The call for protesting is now coming from nearly all sectors of society, it is spontaneous at this point, and there are no political parties involved.
Tairone: De início foi coordenado pelo Movimento Passe Livre. Depois da primeira semana tornou-se virótico e tem sido controlado pela mídia social. Não há liderança clara; os protestos estão sendo organizados principalmente pelo Facebook. 
O Anonymous Brasil também tem desempenhado parte no movimento, mas à medida que protestos violentos foram sendo rejeitados pela maioria, a quantidade de pessoas usando máscaras Guy Fawkes é muito menor do que era há uma semana. As pessoas estão sendo encorajadas a mostrar seus rostos e a mostrar quem são no movimento, em vez de esconderem-se atrás de máscara. O apelo ao protesto está agora vindo de praticamente todos os setores da sociedade, é espontâneo no momento, e não há partidos políticos envolvidos.
C4SS: Are there non-state solutions to social/economic/environmental problems being explored?
C4SS: Há soluções não-estado para os problemas sociais/econômicos/ambientais sendo exploradas?
Tairone: The concept of a stateless society is very little explored and knowledge about it is almost nonexistent here. In my point of view most people here were never exposed to that idea. We have a culture that goes way back to the Portuguese empire and monarchy in Brazil, followed by Presidents and military rule so people are indoctrinated to have someone in power telling them what to do. The idea of not having a leader, a strong figure in power, a savior of the country is seen by many as a passport to chaos and anarchy. Of course they understand anarchy in the derogatory sense of the word, not as a political system. I am and have always been open to the idea of a society organized in a way that each individual is free and knows his or her role to the functioning of the community and executes it without having to be told by an authority figure how and when to do it. We have a lot of NGOs here but in the end they all have their own agenda and their effectiveness addressing these issues is limited.
Tairone: O conceito de uma sociedade sem estado é muito pouco explorado e o conhecimento acerca dele é quase inexistente aqui. Em meu ponto de vista, as pessoas daqui, na maioria, nunca foram expostas a essa ideia. Temos uma cultura que remonta ao império português e à monarquia no Brasil, seguidos por presidentes e governo militar, de modo que as pessoas estão doutrinadas para terem alguém no poder dizendo a elas o que fazer. A ideia de não ter um líder, uma figura forte no poder, um salvador do país, é vista, por muitos, como passaporte para o caos e para a anarquia. Obviamente entendem a anarquia no sentido depreciativo da palavra, não como sistema político. Estou e sempre estive aberto à ideia de uma sociedade organizada de tal modo que cada indivíduo seja livre e saiba seu papel no funcionamento da comunidade e o desempenhe sem que alguma figura autoritária lhe diga como e quando desempenhá-lo. Temos muitas ONGs aqui mas, no final das contas, elas têm seus próprios programas e sua eficácia no trato desses problemas é limitada.
C4SS: Is this a leaderless (horizontal) movement?
C4SS: É esse um movimento sem liderança (horizontal)?
Tairone: It is now for what I can see. Since there are no political flags it is hard to see who is behind it. The traditional leftist social movements such as the CUT (Workers Central), PT (Workers Party) and MST (Landless Workers Movement) that used to be behind all protests in the past are not being very welcomed this time because of their association with the corrupt government. The role of social media where everyone has an equal voice in raising awareness to the issues and the organization of the protests is a clear sign to me that people might not need leadership (or a formal state for that matter) to direct them in the long run.
Tairone: É, no momento, tanto quanto eu possa ver. Visto não haver bandeiras políticas, é difícil ver quem está por trás dele. Os movimentos sociais esquerdistas tradicionais tais como CUT (Central dos Trabalhadores), PT (Partido dos Trabalhadores) e MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) que costumavam estar por trás de todos os protestos no passado agora não estão sendo muito bem-vindos por causa de sua associação com o governo corrupto. O papel da mídia social onde todo mundo tem voz igual em suscitar consciência dos problemas e na organização dos protestos é, para mim, claro sinal de que as pessoas podem não precisar de liderança (nem tampouco de um estado formal) para dirigi-las no longo prazo.
C4SS: There have been reports that people have been reclaiming large tracts of land and farming it, is there a back to the land constituency?
C4SS: Tem havido relatos de que pessoas têm recuperado grandes tratos de terra e os cultivado, há um grupo de interesse de volta à terra?
Tairone: Up to now the MST or other agrarian reformation movements have not been directly involved in the protests. The agrarian problem in Brazil is very complex and probably needs to be addressed on its own. It involves big farming companies, logging corporations, native Brazilians struggle for land demarcation, small, medium and large size farms and the government. To understand a little more about the land problem here I highly recommend the documentary film Vale dos Esquecidos (Valley of the Forgotten) by Maria Raduan
Tairone: Até agora o MST ou outros movimentos de reforma agrária não têm estado diretamente envolvidos nos protestos. O problema agrário no Brasil é muito complexo e provavelmente precisará ser tratado especificamente. Envolve grandes empresas agrícolas, corporações madeireiras, luta de brasileiros nativos por demarcação de terras, fazendas pequenas, médias e grandes e o governo. Para entender um pouco mais do problema da terra aqui recomendo enfaticamente o filme documentário Vale dos Esquecidos, de Maria Raduan.
C4SS: There has been talk, or at least insinuation, about right-wing and neo-nazi presence or influence in the protests, have you noticed this?
C4SS: Tem havido conversa, ou pelo menos insinuação, acerca de presença direitista ou neonazista nos protestos, você notou isso?
Tairone: Very little. Some of the more violent riots had skinheads and traditional anarchists involved. As people have been calling for dropping the masks and not using any political flags or t-shirts the participation of these groups is now minimal. At some point last week the media and sectors connected with the PT and the government tried to classify the movement as extreme right in order to weaken it and cause internal division. This however has been proven false.
Tairone: Muito pouca. Alguns dos mais violentos distúrbios tiveram cabeças raspadas e anarquistas tradicionais envolvidos. À medida que as pessoas foram pedindo a remoção das máscaras e o não uso de quaisquer bandeiras ou camisetas políticas, a participação desses grupos tornou-se agora mínima. Em algum momento, na semana passada, a mídia e setores conexos com o PT e o governo tentaram classificar o movimento como de extrema direita para enfraquecê-lo e causar divisão interna. Isso entretanto comprovou-se falso.
C4SS: Are there noteworthy tendencies in how Brazilians have participated in the protests along regional, race, gender, and class lines?
C4SS: Há tendências dignas de nota no tocante a como os brasileiros participaram dos protestos ao longo de linhas regionais, de raça, de gênero, e de classe?
Tairone: Protests are now occurring in all regions of the country, from the extreme south to small cities in the Amazon region. Besides the major concerns, every city has its own problems that are being addressed by the protesters. Specific classes are also protesting for specific problems, such as the medical class, cab drivers and others. For what I’ve seen, for the most part, the movement is mainly composed of young people, mainly high school and college students and young workers.
Tairone: Protestos estão agora ocorrendo em todas as regiões do país, do extremo sul a pequenas cidades da região amazônica. Além das preocupações principais, cada cidade tem seus próprios problemas que são objeto dos protestadores. Classes específicas também estão protestando em relação a problemas específicos, tais como a classe médica, motoristas de táxi e outros. Pelo que tenho visto, na maior parte, o movimento é principalmente composto de jovens, principalmente de estudantes secundários e universitários e trabalhadores jovens.
C4SS: There seems to be hostility to party flags, a growing narrative of opposition to corruption, and the preeminence of Brazilian flags. While the latter might be problematically nationalist, the former seem on the face of it quite praiseworthy from an anarchist perspective. What, in your perspective, is the make-up of the crowds? Do you see a generalized left libertarian populism being built that is critical of both state politics and neoliberalism?
C4SS: Parece haver hostilidade a bandeiras de partidos, crescente narrativa de oposição à corrupção, e preeminência de bandeiras do Brasil. Enquanto esta última possa ser problematicamente nacionalista, as primeiras parecem, à primeira vista, dignas de encômio, de uma perspectiva anarquista. Qual é, em sua perspectiva, a composição das multidões? Você vê um populismo generalizado libertário de esquerda sendo construído, crítico tanto da política do estado quanto do neoliberalismo?
Tairone: I see the nationalism as a positive thing in the sense that people are seeing themselves as the country. It is different from what happens in other countries. People don’t use the flag as a means of showing power and national pride but as a symbol for saying something in the lines of “we are this country, the politicians are not this country and we deserve better than this”. It is hard to say what the average political make up of the crowd is. Libertarianism is a concept little known by us, myself included. What I can say for sure is that the leftist populism is a big part of what brought us to this situation. Former president Lula was an extremely populist leftist leader and is now being viewed by many as the root of many of the problems being addressed including political corruption scandals and the FIFA sellout. Neoliberalism is not very well seen by most people. We had a strictly neoliberal president before Lula, Fernando Henrique Cardoso. Although Cardoso is a highly regarded intellectual, scandals related to the privatization of public service companies during his government have caused the term “neoliberal” to have a bad connotation around here.
Tairone: Vejo o nacionalismo como algo positivo no sentido de que as pessoas estão vendo a si próprias como o país. É diferente do que acontece em outros países. As pessoas não usam a bandeira como meio de mostrar poder e orgulho nacional, mas como símbolo para dizerem algo na tecla de “nós somos este país, os políticos não são este país e merecemos mais do que isto”. É difícil dizer qual é a constituição política média da multidão. Libertarismo é um conceito pouco conhecido por nós, eu inclusive. O que posso dizer com segurança é que o populismo esquerdista é uma grande parte do que nos trouxe a esta situação. O ex-presidente Lula foi líder esquerdista extremamente populista e agora está sendo visto por muitos como a raiz de muitos dos problemas visados, inclusive escândalos de corrupção política e a traição em favor da FIFA. O neoliberalismo não é muito bem-visto pela maioria das pessoas. Tivemos um presidente estritamente neoliberal antes de Lula, Fernando Henrique Cardoso. Embora Cardoso seja intelectual altamente conceituado, escândalos relacionados com a privatização de empresas de serviços públicos durante seu governo levaram o termo “neoliberal” a ter má conotação por aqui.
C4SS: As an academic, have you felt pressure from the state, from corporatism? If so, do your peers share your concerns – is this movement supported by the intelligentsia?
C4SS: Como acadêmico, você já sentiu pressão do estado, de corporações? Se sim, seus pares compartilham de suas preocupações - é esse movimento apoiado pela intelligentsia?
Tairone: The academia in Brazil is seen mainly as leftist in its core. Many of the traditional loud voices in the past are now silent because they were/are connected to or supported the government somehow. However every one of my colleagues I have spoken with fully supports the movement. Until now the government has not pressed us in any way. However the participation of academics in the frontlines of the movement has been minimal. A lot of the intellectuals and preeminent “bossa nova” musicians who were pivotal to the end of the military rule are also silent now because of their support of the government and PT in the past.
Tairone: A academia, no Brasil, é vista principalmente como esquerdista em seu cerne. Muitas das altas vozes tradicionais do passado estão agora silentes porque estavam/estão conexas com ou apoiaram o governo de alguma forma. Entretanto, todos os colegas com quem já falei apoiam plenamente o movimento. Até agora o governo não nos pressionou de modo algum. Entretanto, a participação de acadêmicos nas linhas de frente do movimento tem sido mínima. Muitos dos intelectuais e preeminentes músicos da “bossa nova” de crucial importância para o fim do regime militar também estão silenciosos agora por causa de seu apoio ao governo e ao PT no passado.
C4SS: What are your hopes for the revolution?
C4SS: Quais são suas esperanças no tocante à revolução?
Tairone: From my part I would expect a more concrete revolution with the replacement of the form of government we have now by something more universal and with less monetary onus to the taxpayers. I don’t think that is going to happen though. In the end the politicians are rushing trying to approve laws and meet demands from the protesters in order to save their necks and their political careers. They might make enough changes to please people and get to stay in power and that is my greatest fear.
Tairone: De minha parte eu esperaria uma revolução mais concreta com a substituição da forma de governo que hoje temos por algo mais universal e com menos ônus monetário para os contribuintes. Não acho que isso, entretanto, vá acontecer. No final, os políticos estão correndo tentando aprovar leis e atender a exigências dos protestadores a fim de salvar os próprios pescoços e suas carreiras políticas. Poderão fazer mudanças suficientes para agradar as pessoas conseguindo assim permanecer no poder, e esse é meu maior temor.
C4SS: Afterward – do you feel the current movement is the beginning of a better society
C4SS: Depois – você acha que o atual movimento é o começo de uma sociedade melhor?
Tairone: It might be. People realized that they have much more power than they thought. But in the end for a better society we have to change ourselves. What we do ourselves is what makes a better society. We voted for these politicians in the first place. We are the ones trying to get personal benefits from them, we are the ones who cut in line, who throw garbage on the floor, try to cheat on exams or on taxes. When we realize that these small actions are what will help make a better society and that the politicians we put there are a reflection of us we will have a better society. Brazil have a culture of trying to find the easy way, not always legal, through things (The Brazilian Way or Jeitinho Brasileiro), when we change that mentality we will be a step closer to a better society.
Tairone: Poderá ser. As pessoas entenderam que têm muito mais poder do que pensavam. No final, entretanto, para uma sociedade melhor teremos que mudar-nos a nós próprios. O que nós próprios fazemos é o que forma uma nova sociedade. Antes de tudo, votamos nesses políticos. Somos as pessoas que tentam obter benefícios pessoais por meio deles, somos as pessoas que furam a fila, jogam lixo no chão, tentam colar em exames ou sonegar impostos. Quando entendermos que essas pequenas ações são o que ajudarão a formar uma sociedade melhor e que os políticos que colocamos lá são reflexo de nós, teremos uma sociedade melhor. O Brasil tem uma cultura de tentar encontrar o caminho fácil, nem sempre legal, através das coisas (o Jeitinho Brasileiro); quando mudarmos essa mentalidade estaremos um passo mais perto de uma sociedade melhor.


No comments:

Post a Comment