Sunday, May 5, 2013

Press TV - Stupidities of US government about Iran


© Copyright 2012 Press TV. All rights reserved.
ENGLISH
PORTUGUÊS
Press TV
Press TV
Stupidities of US government about Iran
Asneiras do governo dos Estados Unidos a respeito do Irã
Thursday May 02, 2013
Quinta, 2 de maio de 2013
Photo: US President Barack Obama (L) and former President George W. Bush
Foto: Presidente dos Estados Unidos Barack Obama (à esquerda) e ex-Presidente George W. Bush
It could be that the American government is deluded about Iran. Even apparently intelligent people can have illusions. But that is taking too charitable a view. The truth is that the USA government is just stupid.
Pode ser que o governo estadunidense esteja iludido acerca do Irã. Até pessoas aparentemente inteligentes podem abrigar ilusões. Assumir esse ponto de vista, porém, é caritativo demais. A verdade é que o governo dos Estados Unidos é simplesmente falto de bom senso.
The first stupidity is claiming knowledge of a country without having an embassy there. Missing a prime source of information, the USA’s analysis and understanding of Iran is not only wrong but over thirty years out of date. Consequently the USA is locked into a condition of permanent hatred for being ignominiously booted out for supporting the brutal regime of Shah. Like a spoilt child, it is in a condition of stunted development and is unable to grow up.
A primeira asneira é afirmar conhecimento de um país sem ter uma embaixada lá. Carecendo de uma fonte primária de informação, a análise e o entendimento dos Estados Unidos a respeito do Irã são não apenas errados como ainda estão trinta anos defasados. Consequentemente, os Estados Unidos ficam remoendo permanentemente o ódio que sentem por terem sido expulsos de lá pelo fato de terem apoiado o brutal regime do Xá. Como uma criança mimada, eles ficam numa condição de crescimento tolhido e são incapazes de se tornarem adultos.
The second stupidity is letting prejudice get in the way of objective analysis. Even when the USA does receive real information it wrecks the value of that information by viewing it through the prism of ignorance and spite. The result is that the USA is unable to understand that the Iranian Revolution has established deep roots so that Iran, despite sanctions, is burgeoning into a modern, technologically advanced society. In particular, Iran is politically stable so that the chances of its population wanting a ‘Green revolution’ (i.e. a sell-out to the militarist globalist financial capitalism which is now wrecking the world) are nil.
A segunda asneira é deixar o preconceito prevalecer sobre a análise objetiva. Mesmo quando os Estados Unidos recebem informações reais, eles põem a perder o valor dessas informações vendo-as através do prisma da ignorância e do despeito. O resultado é que os Estados Unidos são incapazes de entender que a Revolução Iraniana firmou raízes profundas de tal maneira que o Irã, a despeito das sanções, está florescendo numa sociedade moderna e tecnologicamente avançada. Em particular, o Irã é politicamente estável, de tal modo que a probabilidade de sua população desejar uma ‘revolução verde’ (isto é, uma venda de liquidação total ao capitalismo financeiro globalista militarista que hoje destroça o mundo) é zero.
The third stupidity is thinking that sanctions will stop Iran’s progress in civilian nuclear energy or in anything else. Nothing will stop that progress. Besides, more and more nations are quietly making agreements with Iran.
A terceira asneira é achar que sanções deterão o progresso do Irã em energia nuclear civil ou em qualquer outra coisa. Nada deterá esse progresso. Ademais, mais e mais nações estão silenciosamente fazendo acordos com o Irã.
But, such the bigotry and arrogance of the USA (and such its supreme hubris in thinking that the world looks up to it instead of, increasingly, despising it) it makes the fourth stupidity of thinking it can bully Iran into a grovelling submission. Which is a big mistake because when the Iranians see that they are being bullied, exactly the opposite happens - Iranian resolve is strengthened, national pride is doubled and even more effort is put into forwarding the Revolution. On top of that Iranians then remember that the USA has been militarily aggressive every year for the last seventy years; that it assassinates and tortures; that its economy is collapsing; and that a creeping internal fascism will soon be jumping up and stamping on the face of its population.
Tais são, porém, a presunção e a arrogância dos Estados Unidos (e tal é sua suprema insolência de achar que o mundo os respeita em vez de, cada vez mais, desprezá-los) que caem na quarta asneira de pensar que podem intimidar o Irã levando-o a servil submissão. O que é um grande equívoco porque, quando os iranianos percebem-se sendo intimidados, ocorre exatamente o contrário - a determinação iraniana se robustece, o orgulho nacional se duplica e mais esforço ainda é posto em fazer avançar a Revolução. Além disso, os iranianos nessa ocasião lembram-se de que os Estados Unidos têm sido militaremente agressivos ano após ano, durante os últimos setenta anos; que assassinam e torturam; que têm uma economia entrando em colapso; e que um fascismo interno em lento avanço logo se manifestará em primeiro plano e ficará estampado no rosto de sua população.
In short, the Iranians are a proud people with a civilised history going back many centuries before the time the USA stopped slaughtering Native Americans (just over one hundred years ago). Iranians simply are not amenable to being bullied.
Em suma, os iranianos são um povo altivo com uma história civilizada que remonta a muitos séculos antes da época em que os Estados Unidos pararam de chacinar Estadunidenses Nativos (apenas pouco mais de cem anos). Os iranianos simplesmente não são susceptíveis de ser intimidados.
But nothing stops the USA from trying. Convinced that what the USA stands for (i.e., rich-poor division, food stamps and war) is what is wanted elsewhere in the world, the USA is hoping to achieve a change of regime in Iran. To that end, the USA is making an unprecedented effort to terrify the Iranian people into submission. On 6th May, for three weeks, the navies of thirty countries, headed by the USA, will pollute the Persian Gulf and shake hands with the local vicious autocracies. The navies will be hosted by Bahrain which is ruled by a bunch of preening thugs. Significantly, the Western media are keeping as quiet as they can about the whole monstrous enterprise.
Nada, porém, dissuade os Estados Unidos de tentarem fazê-lo. Convencidos de que aquilo que caracteriza os Estados Unidos (isto é, divisão entre ricos e pobres, vales-alimentação, e guerra) é aquilo que é desejado em outras partes do mundo, os Estados Unidos esperam conseguir mudança de regime no Irã. Para isso, os Estados Unidos estão fazendo esforço sem precedentes para aterrorizar o povo iraniano levando-o à submissão. Em 6 de maio, por três semanas, as marinhas de trinta países, chefiadas pelos Estados Unidos, poluirão o Golfo Pérsico e apertarão as mãos de cruéis autocracias locais. As marinhas serão hospedadas por Bahrain, que é governado por uma penca de rufiões ataviados. Significativamente, a mídia ocidental está-se mantendo o mais silenciosa que pode acerca de toda essa monstruosa iniciativa.
A more sickening display of moral and military corruption cannot be imagined and it is happening because the USA is in desperate need of achieving some sort of success somewhere in the world. It has been kicked out of Iraq; is being kicked out of Afghanistan; it hashed up Libya; and is in the process of hashing up Syria. So the American image needs a bit of burnishing and its Zionist rulers think a ‘Green revolution’ in Iran would be just the thing.
Impossível imaginar exibição mais nauseante de corrupção moral e militar, e isso está acontecendo porque os Estados Unidos estão em necessidade desesperada de obter algum tipo de sucesso em algum lugar do mundo. Foram chutados do Iraque; estão sendo chutados do Afeganistão; abagunçaram com a Líbia; e estão no processo de abagunçar com a Síria. Portanto, a imagem estadunidense precisa de um pouco de polimento e seus senhores sionistas acham que uma ‘revolução verde’ no Irã seria exatamente a coisa.
But there is news for the stupid USA. The celebrations of the Iranian Revolution in February (when there were many millions on the streets of the cities) should have been the clue that the Iranians support their country. It’s as simple as that and they despise the USA for thinking that it could be any different.
Há porém novidades para os faltos de bom senso Estados Unidos da América. As comemorações da Revolução Iraniana em fevereiro (quando houve muitos milhões de pessoas nas ruas das cidades) deveriam ter deixado claro que os iranianos apoiam seu país. É simples assim, e eles desprezam os Estados Unidos por estes pensarem que poderia ser diferente.
Furthermore, everybody realises that the USA (implementing the desires of its Zionist masters) is destabilising the Middle East in every way it can including financing and arming the terrorists of al Qaeda. What is more, there will be a huge turn-out for the Presidential election in June. The Iranians are great democrats and they will show the world.
Ademais, todo mundo percebe que os Estados Unidos (implementando os desejos de seus senhores sionistas) estão desestabilizando o Oriente Médio de toda maneira que podem, inclusive financiando e armando os terroristas da al Qaeda. Mais ainda, haverá enorme participação na eleição presidencial em junho. Os iranianos são grandes democratas e mostrarão isso ao mundo.
The American government should grow up. But it seems it can’t. Like some ogre in a fairy tale it is doomed to behave badly for ever.
O governo estadunidense deveria tornar-se adulto. Parece, entretanto, que não consegue. Como ogro em conto de fadas, estão condenados a comportar-se reprovavelmente para sempre.
Nevertheless, intelligent people realise that those thirty navies are in the Persian Gulf to threaten Iran, to provoke Russia, to support vicious autocracies and to further destabilise the Middle East. But, one day, which will come sooner rather than later, a world which is quietly but powerfully re-arranging itself will see the collapse of the American dollar and a lessening of, even an end to, American militarism and adventurism in the Persian Gulf.
Nada obstante, pessoas inteligentes percebem que essas trinta marinhas estão no Golfo Pérsico para ameaçar o Irã, para provocar a Rússia, para apoiar autocracias cruéis e para desestabilizar ainda mais o Oriente Médio. Um dia, porém, que chegará mais cedo do que tarde, um mundo que está-se silenciosa mas poderosamente reorganizando verá o colapso do dólar estadunidense e uma diminuição, extinção até, do militarismo e do aventureirismo estadunidense no Golfo Pérsico.
And about time, too.
E já não sem tempo, também.
RS/HSN
RS/HSN
Prof. Rodney Shakespeare is a visiting Professor of Binary Economics at Trisakti University, Jakarta, Indonesia. He is a Cambridge MA, a qualified UK Barrister, a co-founder of the Global Justice Movement www.globaljusticemovement.net, a member of the Christian Council for Monetary Justice. His main website is www.binaryeconomics.net. Shakespeare is also Chair of the Committee Against Torture in Bahrain. More articles by Rodney Shakespeare
O Prof. Rodney Shakespeare é Professor visitante de Economia Binária na Universidade Trisakti de Jakarta, Indonésia. Ele é MA por Cambridge, 
Advogado qualificado do Reino Unido, cofundador do Movimento de Justiça Global globaljusticemovement.net, e membro do Conselho Cristão de Justiça Monetária. Seu principal website é www.binaryeconomics.net. Shakespeare é também Presidente da Comissão Contra a Tortura em Bahrain. Mais artigos de Rodney Shakespeare

No comments:

Post a Comment