Wednesday, May 1, 2013

C4SS - The Usual Suspects v. Syria: WMD for We but not for Thee



ENGLISH
PORTUGUÊS
Center for a Stateless Society
Centro por uma Sociedade sem Estado
Building public awareness of left-wing marke anarchism
pela consciência pública do anarquismo esquerdista de mercado
The Usual Suspects v. Syria: WMD for We but not for Thee
Os de Sempre versus Síria: Armas de Destruição em Massa - WMD para Nós mas não para Vós
Posted by Thomas L. Knapp on Apr 30, 2013 in Commentary
Afixado por Thomas L. Knapp em 30 de abril de 2013 em Commentary
The French, British and Israeli governments have all accused Syria’s regime of using chemical weapons in its ongoing struggle with foreign-backed rebels. UN Secretary General Ban Ki-Moon is urging Assad to allow UN inspectors into the country to verify or disprove the claims. And US president Barack Obama, while carefully avoiding a direct accusation, has publicly mused that proof of the charge would be a “game-changer,” by which he means that it would serve as an excuse to escalate US meddling in the conflict.
Os governos francês, britântico e israelense, todos eles, acusaram o regime da Síria de usar armas químicas em sua luta em andamento com rebeldes apoiados pelo estrangeiro. O Secretário-Geral das Nações Unidas Ban Ki-Moon está urgindo Assad para que permita inspetores das Nações Unidas no país para confirmar ou refutar as alegações. E o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, embora evite cuidadosamente acusação direta, disse publicamente que prova da acusação seria um “modificador do jogo,” querendo com isso significar que ela serviria como pretexto para escalada do intrometimento dos Estados Unidos no conflito.
But the allegation rings hollow … or at least hypocritical:
As alegações, contudo, soam ocas ... ou pelo menos hipócritas:
. The Israeli government openly used chemical weapons in the West Bank at least as recently as April 26.
. O governo israelense usou abertamente armas químicas na Margem Oeste pelo menos tão recentemente quanto em 26 de abril.
. The French government gassed hundreds of protesters in Paris at least as recently as April 24.
. O governo francês agrediu com gás centenas de manifestantes em Paris pelo menos tão recentemente quanto em 24 de abril.
. Chemical weapons are routinely used by US regime forces for purposes as unimportant as breaking up rowdy college parties. And if we want to expand our focus to more general weapons of mass destruction, the US remains the only country to ever use nuclear weapons on large civilian populations. I suppose we could also talk about white phosphorous and depleted uranium, but you get the picture.
. Armas químicas são usadas sistematicamente pelas forças do regime dos Estados Unidos para propósitos tão desimportantes quanto dispersar festas turbulentas de universitários. E se quisermos expandir nosso foco para armas mais gerais de destruição em massa, os Estados Unidos remanescem como o único país a jamais usar armas nucleares contra grandes populações civis. Suponho que poderíamos também discorrer acerca de fósforo branco e urânio empobrecido, mas vocês já entenderam a ideia.
. Both the US and the UK supply chemical weapons to repressive regimes around the world.
. Tanto os Estados Unidos quanto o Reino Unido fornecem armas químicas a regimes repressores em todo o mundo.
If it seems perverse to compare CS (“tear gas”), the particular chemical weapon used by all these regimes as described above, to GB (“sarin”), the agent they accuse Bashar al-Assad of using, consider, think again: CS is specifically designated as a chemical weapon, just as illegal for use in international warfare as GB, under the 1997 Chemical Weapons Convention.
Se lhes parecer inadequado comparar CS (“gás lacrimogênio”), a arma química específica usada por todos esses regimes como descrito acima, com GB (“sarin”), o agente que eles acusam Bashar al-Assad de usar, pensem outra vez: CS é especificamente projetado como arma química, tão ilegal para uso na guerra internacional quanto GB, nos termos da Convenção de Armas Químicas de 1997.
The governments of France, the United Kingdom and the United States have signed and ratified that convention. Israel’s government has signed it, although it remains unratified by the Knesset. Yet all four governments freely and frequently use an illegal chemical weapon “on their own people,” the Israelis use it in foreign areas they militarily occupy, and the US and UK export it for use by other governments “on their own people” — all while condemning Syria’s government for allegedly exercising exactly the same domestic/internal exemption. Not that Syria needs such an exemption; it is one of five governments which has never signed or ratified the Chemical Weapons Convention.
Os governos de França, do Reino Unido e dos Estados Unidos assinaram e ratificaram aquela convenção. O governo de Israel a assinou, embora ela permaneça não ratificada pelo Knesset. No entanto, todos aqueles quatro governos livre e frequentemente usam uma arma química ilegal “contra seu próprio povo,” os israelenses a usam em áreas estrangeiras que ocupam militarmente, e os Estados Unidos e o Reino Unido exportam-na para uso por outros governos “contra seus próprios povos” — enquanto condenam o governo da Síria por alegadamente exercer exatamente a mesma isenção doméstica/interna. Não que a Síria precise de tal isenção; ela é um dos cinco governos que nunca assinaram nem ratificaram a Convenção de Armas Químicas.
The definition of “chemical weapon” and “weapon of mass destruction” gets inflated or deflated as necessary to serve the purposes of a regime’s ruling class, both at home and abroad.
A definição de “arma química” e “arma de destruição em massa” é inflada ou desinflada como necessário para servir aos propósitos de uma classe dominante do regime, tanto no país quanto no exterior.
When a US drone fires a Hellfire II missile with an 8-pound fragmentation/anti-personnel warhead into a wedding party in Pakistan, that’s just cricket. When Dzhokhar Tsarnaev allegedly sets off two pressure cookers filled with black powder and ball bearings at the Boston Marathon, that’s “using a weapon of mass destruction.”
Quando um avião não tripulado [drone] acerta um míssil Hellfire II com uma ogiva de 8 libras de fragmentação/antipessoal numa festa de casamento no Paquistão, está tudo certo. Quando Dzhokhar Tsarnaev alegadamente explode duas panelas de pressão cheias de pólvora e bolas de bilha na Maratona de Boston, isso é “uso de arma de destruição em massa.”
When the US government uses tanks to pump CS into an American church, sets the building on fire and machine-guns the fleeing residents, that’s “law enforcement.” When Bashar al-Assad allegedly uses sarin on armed opponents trying to overthrow him, that’s “murdering his own people.”
Quando o governo dos Estados Unidos usa tanques para bombear CS numa igreja estadunidense, incendiar o edifício e metralhar os residentes em fuga, isso é “fazer cumprir a lei.” Quando Bashar al-Assad alegadamente usa sarin contra opositores armados que tentam depô-lo, isso é “assassinar seu próprio povo.”
Why are governments so eager to make distinctions between types of weapons? Because those governments are otherwise so much alike as to be indistinguishable one from another.
Por que se mostram os governos tão ávidos em fazer distinções entre tipos de armas? Porque sem isso esses governos são parecidos a ponto de serem indistinguíveis uns dos outros.
Thomas L. Knapp is Senior News Analyst and Media Coordinator at the Center for a Stateless Society (c4ss.org).
Thomas L. Knapp é Analista Sênior de Notícias e Coordenador de Mídia do Centro por uma Sociedade sem Estado (c4ss.org).


No comments:

Post a Comment