Tuesday, December 18, 2012

The Anti-Empire Report - Placing American presidents in their proper context / Films on US foreign policy


English
Português
The Anti-Empire Report
O Relatório Anti-Império
December 11th, 2012
11 de dezembro de 2012
by William Blum
por William Blum
Placing American presidents in their proper context
Para colocar presidentes estadunidenses em seu contexto adequado
"Once upon a time there was a radical president who tried to remake American society through government action. In his first term he created a vast network of federal grants to state and local governments for social programs that cost billions. He set up an imposing agency to regulate air and water emissions, and another to regulate workers' health and safety. Had Congress not stood in his way he would have gone much further. He tried to establish a guaranteed minimum income for all working families and, to top it off, proposed a national health plan that would have provided government insurance for low-income families, required employers to cover all their workers and set standards for private insurance. Thankfully for the country, his second term was cut short and his collectivist dreams were never realize.
"Era uma vez um presidente radical que tentou refazer a sociedade estadunidense por meio da ação do governo. Em seu primeiro mandato criou vasta rede de subvenções federais para governos estaduais e locais para programas sociais que custavam biliões. Criou imponente órgão para regulamentar emissões em ar e água, e outro para regulamentar a saúde e a segurança dos trabalhadores. Se o Congresso não se interpusesse em seu caminho, ele teria ido muito além. Tentou estabelecer renda mínima garantida para todas as famílias trabalhadoras e, coroando tudo isso, propôs um plano nacional de saúde que teria proporcionado seguro do governo para famílias de baixa renda, exigiu que os empregadores proporcionassem seguro para todos seus trabalhadores e estabeleceu padrões para seguros privados. Felizmente para o país, seu segundo mandato foi abreviado e seus sonhos coletivistas nunca viriam a se realizar.
His name was Richard Nixon." 7
Seu nome era Richard Nixon." 7
Films on US foreign policy
Filmes acerca de política externa dos Estados Unidos
The Power Principle is a series of three films by Scott Noble. Part one, "Empire", is the only one I've seen completely so far and I can say that it's great stuff. The three parts, with their times, are:
O Princípio do Poder é uma série de três filmes feitos por Scott Noble. A Parte um, "Império", é a única que vi inteira até agora e posso dizer que é excelente material. As três partes, e a duração respectiva, são:
Part 1: Empire (1h 35m)
Featured in the films are Noam Chomsky, Michael Parenti, John Stockwell, Christopher Simpson, Ralph McGehee, Philip Agee, Nafeez Ahmed, John Perkins, James Petras, John Stauber, Russ Baker, Howard Zinn, William Blum, Nancy Snow, William I. Robinson, Morris Berman, Peter Phillips, Michael Albert, and others of the usual suspects.
Os filmes apresentam Noam Chomsky, Michael Parenti, John Stockwell, Christopher Simpson, Ralph McGehee, Philip Agee, Nafeez Ahmed, John Perkins, James Petras, John Stauber, Russ Baker, Howard Zinn, William Blum, Nancy Snow, William I. Robinson, Morris Berman, Peter Phillips, Michael Albert, e outros suspeitos usuais.
To comment about these films or others by Scott Noble, write to him at dmacab9@hotmail.com.
Para comentar esses filmes ou outros de Scott Noble, escreva para ele em dmacab9@hotmail.com.
Much more publicized is the new film and book by Oliver Stone and Peter Kuznick. Entitled The Untold History of the United States, it is a 10-part series appearing on Showtime. Only Stone's name could get this dark side of US history and foreign policy on mainstream television. It will be interesting to observe what the mass media has to say about this challenge to some of America's most cherished beliefs about itself.
Muito mais difundido é o novo filme - e livro - de Oliver Stone e Peter Kuznick. Intitulado A História Não Contada dos Estados Unidos, é uma série de 10 partes mostrada no Showtime. Só o nome de Stone poderia levar esse lado tenebroso da história e da política externa dos Estados Unidos à televisão convencional. Será interessante observar o que a mídia de massa terá a dizer acerca desse questionamento de algumas das mais caras crenças dos Estados Unidos acerca de si próprios.
Notes
Notas
7. From the review of the book: I am the change: Barack Obama and the Crisis of Liberalism by Charles Kesler. Review by Mark Lilla, The New York Times Book Review, September 30, 2012, p.1
7. Da resenha do livro: Eu sou a mudança: Barack Obama e a Crise do Liberalismo por Charles Kesler. Resenha de Mark Lilla, Resenha de Livros do New York Times, 30 de setembro de 2012, p.1
William Blum left the State Department in 1967, abandoning his aspiration of becoming a Foreign Service Officer, because of his opposition to what the United States was doing in Vietnam. He then became one of the founders and editors of the Washington Free Press Mr.  Blum has been a freelance journalist in the United States, Europe, and South America and was one of the recipients   of Project Censored’s awards for “exemplary journalism” in 1999. He is the author of numerous books, including: Freeing the World to Death: essays on the American EmpireKilling Hope: U.S. Military and C.I.A. Interventions Since World War II, and Rogue State: A Guide to the World’s Only Superpower. Mr. Blum writes a free monthly newsletter, the Anti-Empire Report, which you may subscribe to by contacting him at via e-mail. Visit his website at: www.killinghope.org. Contact him at: bblum@aol.com. Read articles by William Blum.
www.foreignpolicyjournal.com
William Blum deixou o Departamento de Estado em 1967, abandonando sua aspiração   de tornar-se Autoridade de Serviço Exterior por causa de sua oposição ao que os Estados Unidos estavam fazendo no Vietnã. Tornou-se então um dos fundadores e editores do Imprensa Livre de Washington. O Sr. Blum atuado como jornalista autônomo em Estados Unidos, Europa e América do Sul e foi um dos recebedores dos prêmios de Projetos Censurados de “jornalismo exemplar” em 1999. É autor de numerosos livros, incluindo: 
A Libertação do Mundo para a Morte: ensaios acerca do Império EstadunidenseAssassínio da Esperança: Intervenções da Instituição Militar dos Estados Unidos e da C.I.A. desde a Segunda Guerra Mundial, e Estado Sem Escrúpulos: Guia Referente à Única Superpotência do Mundo. O Sr. Blum escreve um boletim mensal grátis, o Relatório Anti-Império, que você pode subscrever entrando em contato com ele via email. Visite o website dele em: www.killinghope.org. Entre em contato com ele via: bblum@aol.com. Leia artigos de William Blum
William Blum is the author of:
William Blum é autor de:
- Killing Hope: US Military and CIA Interventions Since World War 2
- A Morte da Esperança: A Instituição Militar dos Estados Unidos e as Intervenções da CIA Desde a Segunda Guerra Mundial
- Rogue State: A Guide to the World's Only Superpower
- Estado Sem Escrúpulos: Guia Para a Única Superpotência do Mundo
- West-Bloc Dissident: A Cold War Memoir
- Dissidente do Bloco Ocidental: Uma Memória da Guerra Fria
Freeing the World to Death: Essays on the American Empire
- Libertação do Mundo para a Morte: Ensaios Acerca do Império Estadunidense
Portions of the books can be read, and signed copies purchased, at www.killinghope.org
Porções dos livros podem ser lidas, e comprados exemplares assinados, em www.killinghope.org
To add yourself to this mailing list simply send an email to bblum6 [at] aol.com with "add" in the subject line. I'd like your name and city in the message, but that's optional. I ask for your city only in case I'll be speaking in your area.
Para entrar nesta lista de destinatários simplesmente mande email pra bblum6 [at] aol.com com "add" na linha de assunto. Gostaria de seu nome e cidade na mensagem, mas isso é opcional. Peço sua cidade apenas caso esteja fazendo palestras em sua área.
(Or put "remove" in the subject line to do the opposite.)
(Ou escreva "remove" na linha de assunto para fazer o contrário.)
Any part of this report may be disseminated without permission. I'd appreciate it if the website were mentioned.
Qualquer parte deste relatório pode ser disseminada sem permissão. Ficarei agradecido se o website for mencionado.


No comments:

Post a Comment