Wednesday, December 12, 2012

The Anti-Empire Report - "Nuclear, ecological, chemical, economic — our arsenal of Death by Stupidity is impressive for a species as smart as Homo sapiens"


English
Português
The Anti-Empire Report
O Relatório Anti-Império
December 11th, 2012
11 de dezembro de 2012
by William Blum
por William Blum
"Nuclear, ecological, chemical, economic — our arsenal of Death by Stupidity is impressive for a species as smart as Homo sapiens" 1
"Nuclear, ecológico, químico, econômico — nosso arsenal de Morte por Estupidez é impressionante para uma espécie tão sabida quanto a do Homo sapiens" 1
The hurricanes, the typhoons, the heat waves ... the droughts, the heavy rains, the floods ... ever more powerful, ever new records being set. Something must be done of course. Except if you don't believe at all that it's man-made. But if there's even a small chance that the greenhouse effect is driving the changes, is it not plain that, at a minimum, we have to err on the side of caution? There's too much at stake. Like civilization as we know it. Carbon dioxide emissions into the atmosphere must be greatly curtailed.
Os furacões, os tufões, as ondas de calor ... as secas, as chuvas torrenciais, as inundações ... sempre mais poderosos, sempre novos recordes sendo estabelecidos. Algo precisa ser feito, obviamente. Exceto se você absolutamente não acreditar que seja obra humana. Se porém houver mesmo pequena probabilidade de que o efeito estufa esteja impelindo as mudanças, não fica claro que, no mínimo, deveríamos errar pelo lado da cautela? Há muito em jogo. Como a civilização que conhecemos. As emissões de dióxido de carbono na atmosfera têm de ser reduzidas grandemente.
The three greatest problems facing the beleaguered, fragile inhabitants of this lonely planet are climate change, economic crisis, and the violence of war. It is my sad duty to report that the United States of America is the main culprit in each case. Is that not remarkable?
Os três maiores problemas com que se defrontam os sitiados, frágeis habitantes deste solitário planeta são mudança climática, crise econômica, e a violência da guerra. É meu triste dever informar que os Estados Unidos da América são o principal culpado em cada um desses casos. Não é surpreendente?
Why does Barack Obama not pursue the battle against climate change with the same intensity he pursues war? Why does he not seek to punish the American bankers and stockbrokers responsible for the financial calamity as much as he seeks to punish Julian Assange and Bradley Manning?
Por que Barack Obama não persegue a batalha contra mudança climática com a mesma intensidade com que persegue guerra? Por que não busca ele punir os banqueiros e corretores de valores estadunidenses responsáveis pela calamidade financeira do mesmo modo que procura punir Julian Assange e Bradley Manning?
In both cases he's putting the interests of the corporate world before anything else. No amount of fines or penalties will induce corporate leaders to modify their behavior. Only spending some hard time in a prison cellblock might cause the growth in them of their missing part, the part that's shaped like a social conscience.
Em ambos os casos ele está colocando os interesses do mundo corporativo acima de qualquer outra coisa. Nenhuma quantidade de multas ou penalidades induzirá os líderes corporativos a modificar seu comportamento. Só passarem algum tempo difícil num bloco de celas de prisão poderia provocar o crescimento, neles, da parte que lhes falta, a parte que toma a forma de consciência social.
Only prosecuting George W. Bush, Dick Cheney, and their partners in bombing and torture will discourage future American war lovers from following in their bloody footsteps.
Só processar George W. Bush, Dick Cheney, e seus parceiros no bombardeio e tortura desestimulará futuros amantes estadunidenses da guerra a seguirem suas pegadas ensanguentadas.
The recent election result can only embolden Obama. He likely took it as an affirmation of his policies, although only 29.3% of those eligible to vote actually voted for him. And an unknown, but certainly significant, number of those who did so held their nose while voting for the supposed lesser of two evils. Hardly indicative of impassioned support for his policies.
O recente resultado eleitoral só pode tornar Obama mais ousado. Ele provavelmente o entendeu como confirmação de suas políticas, embora apenas 29.3% dos qualificados para votar tenham efetivamente votado nele. E número desconhecido, mas certamente significativo, daqueles que votaram nele taparam o nariz enquanto votavam no supostamente menor entre dois males. Dificilmente indicativo de apoio entusiástico de suas políticas.
Last week the United Nations Climate Summit was held in Doha, Qatar. The comments which came from many of the activists (as opposed to various government officials) were doomsdayish ... "Time is running out ... time has already run out ... the climate has already changed ... Hurricane Sandy, rising sea levels, the worst is yet to come." The Kyoto protocol is still the only international treaty stipulating cuts in greenhouse gas emissions. It's a touchstone for many environmentalists. But the United States has never ratified it. At the previous conferences in Copenhagen and Durban, the US blocked important global action and failed to honor vital pledges.
Na semana passada a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas foi levada a efeito em Doha, Qatar. Os comentários que vieram de muitos dos ativistas (enquanto opostos aos dos de diversas autoridades do governo) tiveram tom de dia do juízo final ... "O tempo está acabando ... o tempo já acabou ... o clima já mudou ... o Furacão Sandy, níveis do oceano em ascensão, o pior ainda está por vir." O protocolo de Kyoto ainda é o único tratado internacional estipulando cortes nas emissões de gases estufa. É um ponto de referência para muitos ambientalistas. As Nações Unidas, porém, nunca o ratificaram. Nas conferências anteriores, em Copenhague e Durban, os Estados Unidos bloquearam importantes ações globais e deixaram de honrar promessas vitais.
At the Doha conference the US was acutely criticized for failing to take the lead on planet protection, especially in light of its standing as the largest historic contributor to the current levels of greenhouse gasses in the atmosphere. ("The most obdurate bully in the room", declared the Indian environmentalist, Sunita Narain. 2)
Na conferência de Doha os Estados Unidos foram acerbamente criticados por não assumirem a liderança na proteção do planeta, especialmente à luz de sua posição de maiores contribuintes históricos para os atuais níveis de gases estufa na atmosfera. ("O mais empedernido valentão na sala", declarou a ambientalista indiana Sunita Narain. 2)
What motivates the American representatives, now as before, as ever, is concern about corporate profits. Cutting back on greenhouse gas emissions can hurt the bottom line. A suitable epitaph for the earth's tombstone. Shamus Cooke, writing on ZSpace, sums it up well: "Thus, if renewable energy is not as profitable as oil — and it isn't — then the majority of capitalist investing will continue to go towards destroying the planet. It really is that simple. Even the best-intentioned capitalists do not throw their money away on non-growth investments."
O que motiva os representantes estadunidenses, hoje como antes, é a preocupação com os lucros corporativos. Cortes nas emissões de gases estufa podem atingir o ponto nevrálgico. Epitáfio adequado para a lápide da terra. Shamus Cooke, escrevendo em ZSpace, resume bem a questão: "Portanto, se a energia renovável não é tão lucrativa quanto o petróleo — e não o é — então a maior parte do investimento capitalista continuará a ser canalizada para destruir o planeta. É de fato simples assim. Até os capitalistas mais bem intencionados não jogam seu dinheiro fora em investimentos em não-crescimento."
Notes
Notas
1. Jeanette Winterson, The New York Times, September 17, 2009
1. Jeanette Winterson, The New York Times, 17 de setembro de 2009
2. Democracy Now!, December 7, 2012
2. Democracia Agora!, 7 de dezembro de 2012
William Blum left the State Department in 1967, abandoning his aspiration of becoming a Foreign Service Officer, because of his opposition to what the United States was doing in Vietnam. He then became one of the founders and editors of the Washington Free Press Mr.  Blum has been a freelance journalist in the United States, Europe, and South America and was one of the recipients   of Project Censored’s awards for “exemplary journalism” in 1999. He is the author of numerous books, including: Freeing the World to Death: essays on the American EmpireKilling Hope: U.S. Military and C.I.A. Interventions Since World War II, and Rogue State: A Guide to the World’s Only Superpower. Mr. Blum writes a free monthly newsletter, the Anti-Empire Report, which you may subscribe to by contacting him at via e-mail. Visit his website at: www.killinghope.org. Contact him at: bblum@aol.com. Read articles by William Blum.
www.foreignpolicyjournal.com
William Blum deixou o Departamento de Estado em 1967, abandonando sua aspiração   de tornar-se Autoridade de Serviço Exterior por causa de sua oposição ao que os Estados Unidos estavam fazendo no Vietnã. Tornou-se então um dos fundadores e editores do Imprensa Livre de Washington. O Sr. Blum atuado como jornalista autônomo em Estados Unidos, Europa e América do Sul e foi um dos recebedores dos prêmios de Projetos Censurados de “jornalismo exemplar” em 1999. É autor de numerosos livros, incluindo: A Libertação do Mundo para a Morte: ensaios acerca do Império EstadunidenseAssassínio da Esperança: Intervenções da Instituição Militar dos Estados Unidos e da C.I.A. desde a Segunda Guerra Mundial, e Estado Sem Escrúpulos: Guia Referente à Única Superpotência do Mundo. O Sr. Blum escreve um boletim mensal grátis, o Relatório Anti-Império, que você pode subscrever entrando em contato com ele via email. Visite o website dele em: www.killinghope.org. Entre em contato com ele via: bblum@aol.com. Leia artigos de William Blum
William Blum is the author of:
William Blum é autor de:
- Killing Hope: US Military and CIA Interventions Since World War 2
- A Morte da Esperança: A Instituição Militar dos Estados Unidos e as Intervenções da CIA Desde a Segunda Guerra Mundial
- Rogue State: A Guide to the World's Only Superpower
- Estado Sem Escrúpulos: Guia Para a Única Superpotência do Mundo
- West-Bloc Dissident: A Cold War Memoir
- Dissidente do Bloco Ocidental: Uma Memória da Guerra Fria
Freeing the World to Death: Essays on the American Empire
- Libertação do Mundo para a Morte: Ensaios Acerca do Império Estadunidense
Portions of the books can be read, and signed copies purchased, at www.killinghope.org
Porções dos livros podem ser lidas, e comprados exemplares assinados, em www.killinghope.org
To add yourself to this mailing list simply send an email to bblum6 [at] aol.com with "add" in the subject line. I'd like your name and city in the message, but that's optional. I ask for your city only in case I'll be speaking in your area.
Para entrar nesta lista de destinatários simplesmente mande email pra bblum6 [at] aol.com com "add" na linha de assunto. Gostaria de seu nome e cidade na mensagem, mas isso é opcional. Peço sua cidade apenas caso esteja fazendo palestras em sua área.
(Or put "remove" in the subject line to do the opposite.)
(Ou escreva "remove" na linha de assunto para fazer o contrário.)
Any part of this report may be disseminated without permission. I'd appreciate it if the website were mentioned.
Qualquer parte deste relatório pode ser disseminada sem permissão. Ficarei agradecido se o website for mencionado.




No comments:

Post a Comment