Wednesday, November 23, 2011

C4SS - Killing Us With Kindness

ENGLISH
PORTUGUÊS
Center for a Stateless Society
Centro por uma Sociedade sem estado
Building awareness of the market anarchist alternative
Na construção da consciência da alternativa anarquista de mercado
Killing Us With Kindness
Matar-nos com Gentileza
Posted by Kevin Carson on Nov 19, 2011 in Commentary
Afixado por Kevin Carson em 19 de novembro de 2011 em Commentary
After the police state and national security cult of the Bush years, it’s nice to have our national security statism dished out by such a bunch of sensitive souls for a change. The Reaganites and neocons sent out goons in uniform to bash people’s heads in, both domestically and abroad because, you know, they were all mean and stuff. The Democrats do it because they care.
Depois do culto do estado policial e de segurança nacional dos anos Bush é agradável ter nosso estatismo de segurança nacional criticado por tantas almas sensíveis favoráveis a mudança. Os Reaganitas e neoconservadores mandavam capangas de uniforme para dar pauladas nas cabeças das pessoas, tanto domesticamente quanto no exterior porque, vocês sabem, eles eram todos malvados e coisas da espécie. Já os Democratas fazem isso porque se preocupam.
Just look at the Obama administration’s decision to name a Navy cargo ship after slain civil rights activist Medgar Evers. Can you imagine the Bush administration doing something like that? They’d probably have named it after some warlike figure from naval history. Not Obama.  If our progressive Commander-in-Chief rains death from the skies on Iran (only because he had to do it to “stop their aggression,” dontcha know), those below can take comfort in knowing not only that they’re being burned alive on orders from a progressive rather than from a nasty old right-winger — but that the ammo comes courtesy of Medgar Evars!
Vejam só a decisão da administração Obama de dar a um navio de carga da Marinha o nome do ativista de direitos civis assassinado Medgar Evers. Seria possível imaginar a administração Bush fazendo algo assim? Ela provavelmente teria dado ao navio o nome de alguma figura belicosa da história naval. Obama não. Se nosso progressista Comandante-em-Chefe fizer chover morte vinda dos céus sobre o Irã (só porque terá sido obrigado a fazê-lo, para “deter a agressão deles,” sabem como é), aqueles lá em baixo poderão consolar-se com saber que não apenas estarão sendo queimados vivos por ordem de um progressista e não de algum sórdido velho direitista — como com saber que a munição vem como cortesia de Medgar Evers!
Now that’s change I can believe in! I can’t wait for the Martin Luther King, Jr. daisy cutter. Or maybe they can name every HK drone that kills an American citizen without trial after Thoreau, Howard Zinn, Gandhi, or Utah Phillips.
Isso sim é que é mudança na qual dá para acreditar! Mal posso esperar pela bomba batizada de Martin Luther King, Jr. Ou talvez possam dar a todos os aviões não tripulados que matam cidadão estadunidense sem julgamento os nomes de Thoreau, Howard Zinn, Gandhi, ou Utah Phillips.
And the folks who were gassed, pepper-sprayed and clubbed out of their Occupy camps all over the country in the last few days should feel better that not only were at least two of the attacks (in Oakland and Portland) ordered by mayors of impeccable progressive credentials — they even received helpful advice from progressive little piggies at the Homeland Security Department and FBI of Mr. “¡Sí Se Puede!” himself.
E os sujeitos tirados de seus acampamentos do Ocupem em todo o país nos últimos dias com gás, spray de pimenta e cassetetes deveriam sentir-se melhor não apenas por pelo menos dois dos ataques (em Oakland e Portland) terem sido ordenados por prefeitos de impecáveis credenciais progressistas — mas também por estes até terem recebido útil aconselhamento de bacorinhos progressistas do Departamento de Segurança da Pátria e do FBI do Sr. “¡Sí Se Puede!”(*).

(*) Sim, podemos (mudar), em espanhol – Palavras do slogan de campanha do hoje Presidente Barack Obama.
That’s right! Mayor Quan said that, just before she sent in her enlightened and caring stormtroopers to clear out Occupy Oakland, she was in on a conference call of eighteen cities discussing how to handle the Occupy situation. Better yet, according to Rick Ellis of Minneapolis Examiner, based on a “background conversation” with an anonymous official from Obama’s Justice Department:
Isso mesmo! A Prefeita Quan disse que, logo antes de mandar suas esclarecidas e atenciosas tropas de choque para limpar o Ocupem Oakland, estava numa audioconferência de dezoito cidades discutindo como administrar a situação Ocupem. Melhor ainda, de acordo com Rick Ellis do Minneapolis Examiner, com base numa “conversa de bastidores” com uma autoridade anônima do Departamento de Justiça:
“… local police agencies were advised to seek a legal reason to evict residents of tent cities, focusing on zoning laws and existing curfew rules. Agencies were also advised to demonstrate a massive show of police force, including large numbers in riot gear. In particular, the FBI reportedly advised on press relations, with one presentation suggesting that any moves to evict protesters be coordinated for a time when the press was the least likely to be present.”
“… órgãos locais da polícia receberam recomendação de encontrarem algum motivo legal de expulsar residentes de cidades de tendas, recorrendo a leis de zoneamento e regras já existentes de toque de recolher. Foi também recomendado aos órgãos que fizessem maciça demonstração de força da polícia, incluindo grande quantidade de equipamento de controle de distúrbios. Em particular, o FBI teria recomendado relações com a imprensa, com uma apresentação sugerindo que quaisquer manobras para despejar manifestantes fossem coordenadas para ocorrer em horário quando a imprensa pelo menos provavelmente estivesse presente.”
Afterward, Mayor Quan denied that the cities “coordinated” their raids; she merely “talked with other mayors to share experiences.” See, that’s the kind of thing you can only get from a Democrat. She didn’t talk with them about how to bust people’s heads in, like a grouchy old Republican mayor. She “shared experiences,” like a New Agey Californian!
Posteriormente, a Prefeita Quan negou que as cidades tivessem “coordenado” suas incursões; ela apenas “falara com outros prefeitos para compartilhar experiências.” Vejam, é o tipo de coisa que você só pode obter de um Democrata. Ela não falou com eles acerca de como descer o pau na cabeça das pessoas, ao contrário do que faria um velho Republicano mal-humorado. Ela “compartilhou experiências,” como uma californiana da Nova Era!
Of course, those of us in the South are quite familiar with informal meetings of government officials to “share experiences.”  Like when several county commissioners get together for a barbecue at the county executive’s house, for instance. And while they’re sitting around sharing experiences and all, the subject just happens to come up of — say — what a great industrial park Uncle Billy Bob’s pasture would make. Perfectly legit — isn’t that what Oprah calls the Law of Attraction?
Obviamente, aqueles de nós do Sul estamos bem familiarizados com reuniões informais de autoridades do governo para “compartilhar experiências.” Como quando diversos delegados de condado se reúnem para um churrasco na casa do executivo do condado, por exemplo. E enquanto eles se sentam por ali compartilhando experiências e tal, por acaso surge o assunto — digamos — que ótimo parque industrial poderia ser construído nas pastagens do Tio Billy Bob. Perfeitamente legítimo — não é o que Oprah chama de Lei da Atração?
So folks all over the world, from Oakland demonstrators to wedding parties in Afghanistan, are finding out what Hope and Change are all about.  Those progressive bullets hurt so much less, don’t they?
Assim gente do mundo todo, desde manifestantes de Oakland a festas de casamento no Afeganistão, está descobrindo o que significa a tal Esperança e Mudança(*). Essas balas progressistas ferem tão menos, não ferem?

(*) Ver o Esperança e Mudança de Obama por exemplo em http://fellowshipofminds.wordpress.com/2011/06/20/how-are-you-liking-that-hope-change/
4SS Research Associate Kevin Carson is a contemporary mutualist author and individualist anarchist whose written work includes Studies in Mutualist Political Economy, Organization Theory: An Individualist Anarchist Perspective, and The Homebrew Industrial Revolution: A Low-Overhead Manifesto, all of which are freely available online. Carson has also written for such print publications as The Freeman: Ideas on Liberty and a variety of internet-based journals and blogs, including Just Things, The Art of the Possible, the P2P Foundation and his own Mutualist Blog.
O Associado de Pesquisa do C4SS Kevin Carson é autor contemporâneo mutualista e anarquista individualista cuja obra escrita inclui Estudos em Economia Política Mutualista, Teoria da Organização: Perspectiva Anarquista Individualista, e A Revolução Industrial Gestada em Casa: Manifesto de Baixo Overhead, todos disponíveis grátis online. Carson também tem escrito para publicações impressas tais como O Homem Livre: Ideias acerca de Liberdade e diversos periódicos e blogs baseados na internet, inclusive Just Things, The Art of the Possible, the P2P Foundation e seu próprio Blog Mutualista.

No comments:

Post a Comment