Friday, October 28, 2011

C4SS - Jesus Christ, Pirate

http://c4ss.org/content/8238 http://c4ss.org/content/8238
ENGLISH PORTUGUÊS
C4SS – CENTER FOR A STATELESS SOCIETY C4SS - CENTRO POR UMA SOCIEDADE SEM ESTADO
building awareness of the market anarchist alternative no despertamento da consciência da alternativa anarquista de mercado
FEATURE ARTICLES ARTIGOS EM DESTAQUE
Jesus Christ, Pirate Jesus Cristo, Pirata
Posted by Kevin Carson on Sep 6, 2011 in Commentary Afixado por Kevin Carson em 6 de setembro de 2011 em Comentário
After reportedly feeding a crowd of five thousand with five loaves and two fishes, Jesus Christ of Nazareth was recently served with formal legal notice from industry trade associations, demanding that he cease and desist from what they charge is an illegal food-sharing operation under the terms of the Miracle Millennium Anti-Replication Act (MMAA). Depois de, conforme se conta, ter alimentado uma multidão de cinco mil pessoas com cinco pães e dois peixes, Jesus Cristo de Nazaré foi recentemente formalmente notificado pelas associações comerciais do ramo, as quais exigem que ele cesse e desista do que elas acusam ser operação ilegal de compartilhamento de alimentos nos termos da Lei Anti-Réplica do Milênio do Milagre (MMAA).
Miracle-working rabbis like Mr. Christ, and their alleged property rights infringements, have been the center of controversy in recent years.  They’re the subject of a public education campaign by the Foodstuffs Producers Association of Galilee and Judea.  Loaves and fishes producers argue that unauthorized replication of food, since it deprives them of revenues to which they are entitled, amounts to stealing. Sympathetic rabbis in synagogues throughout Palestine are reading FPAGJ public service announcements, aimed at countering public perceptions that “everybody does it” and “it’s just a little thing,” to their flocks:  “Don’t bakers and fishermen deserve to be paid?”  Many Torah schools have adopted FPAGJ “anti-foodlifting” curricula. Rabis fazedores de milagres como o Sr. Cristo, e suas alegadas infringências dos direitos de propriedade, têm sido centro de controvérsia em anos recentes. São objeto de campanha de educação do público pela Associação dos Produtores de Alimentos de Galileia e Judeia. Os produtores de pães e peixes argumentam que reprodução não autorizada de alimentos, visto privarem-nos de receita à qual têm direito, equivalem a furto. Rabis solidários, em sinagogas Palestina a fora, estão lendo anúncios do serviço público FPAGJ, visantes a contraporem-se a percepções do público de que “todo mundo faz” e “é coisa de somenos importância,” a seus rebanhos:  “Padeiros e pescadores não merecem ser pagos?”  Muitas escolas de Torá adotaram os cursos FPAGJ “contra o furto de comida.”
In related news, the Wine Industry Association of Palestine has complained amid surfacing reports that Jesus, in another alleged act of illegal sharing, also replicated wine at a wedding feast in Cana of Galilee. Em notícias relacionadas, a Associação da Indústria do Vinho da Palestina vem reclamando, em meio a notícias que vêm à tona, que Jesus, em outro ato alegadamente de compartilhamento ilegal, também reproduziu vinho numa festa de casamento em Caná da Galileia.
Physicians’ licensing boards, likewise, point to alleged eyewitness accounts of Jesus practicing medicine without a license.  This unauthorized medical practice, according to widespread reports, has extended to lepers, the lame, the halt, the blind, a man with a palsied hand, a woman with an issue of blood, and assorted victims of demonic possession.  The medical industry denounces Jesus’ actions as unfair competition.  According to a spokesman for the Galilean Medical Association, “it’s unfair to expect a licensed physician who spent years as an apprentice and who has to cover the overhead from office space to compete with some carpenter who just waves his hands around and heals people for free.” Juntas de licenciamento de médicos, analogamente, destacam alegadas descrições de testemunhas oculares segundo as quais Jesus andaria praticando medicina sem licença. Essa prática médica não autorizada, de acordo com disseminadas notícias, estendeu-se para alcançar leprosos, aleijados, mancos, cegos, um homem com a mão paralisada, uma mulher com fluxo de sangue, e vítimas diversas de possessão demoníaca. A área médica denuncia as ações de Jesus como competição desleal. De acordo com porta-voz da Associação Médica da Galileia, “não é justo esperar que um médico licenciado que despendeu anos como aluno e que tem de pagar as despesas gerais do espaço do consultório tenha de competir com um carpinteiro que simplesmente move as mãos e cura as pessoas gratuitamente.”
Although the Embalmers’ Guild has also complained of rumored resurrections of the dead, legal experts say there is no actual statute defining that particular activity as a criminal offense. Embora a Guilda dos Embalsamadores também tenha reclamado de rumores de ressurreição dos mortos, especialistas legais dizem não haver lei vigente definindo essa atividade, especificamente, como ofensa criminal.
On the other side, a small but growing movement of gustatory property opponents takes issue with the “piracy” label. They argue that copying food, as an inherently non-rivalrous activity, isn’t theft; because the newly replicated food is created ex nihilo, nobody else’s stock of food is diminished.  Fisherman Simon Bar Jonah of Galilee and his brother Andrew agree. “Instead of trying to suppress competition, the fishing industry should replace its archaic business model. Opportunities are out there for anyone willing to innovate. We haven’t lost a denarius because of Jesus’ food-sharing.” Por outro lado, pequeno mas crescente movimento de oposição à propriedade gustativa perfila-se contra a rotulação de “pirataria”. Argumenta que copiar alimentos, atividade intrinsecamente sem caráter de competitividade, não é furto; sendo o recente alimento novo reproduzido criado ex nihilo, não há diminuição do estoque de alimentos de ninguém. O pescador Simão Filho de Jonas da Galileia e seu irmão André concordam. “Em vez de tentar suprimir a competição, a indústria pesqueira deveria substituir seu modelo arcaico de negócios. Há oportunidades disponíveis para quem estiver disposto a inovar. Nós não perdemos um só denário por causa do compartilhamento de alimentos procedido por Jesus.”
But authorities aren’t buying it. Pontius Pilate, Procurator of Judea, recently announced plans to crack down on gustatory property pirates like Jesus. “If you think I’m going to wash my hands of this Jesus guy, God love him, think again. Replicating loaves, fishes and wine is stealing, just the same as a smash-and-grab at Macy’s. This is a big effing deal.” As autoridades, porém, não vêm aceitando essa argumentação. Pôncio Pilatos, Procurador da Judeia, anunciou recentemente planos de repressão a piratas da propriedade gustativa tais como Jesus. “Se você acha que eu vou lavar as mãos em relação a esse tal de Jesus, pobre dele, pense de novo. Reproduzir pães, peixes e vinho é furtar, do mesmo modo que fazer arrastão na loja Macy's de departamentos. Trata-se de assunto importantíssimo.”
Next week:  Johann Gutenberg, unauthorized book-sharer. Próxima semana:  Johann Gutenberg, compartilhador não autorizado de livros.
C4SS Research Associate Kevin Carson is a contemporary mutualist author and individualist anarchist whose written work includes Studies in Mutualist Political Economy, Organization Theory: A Libertarian Perspective, and The Homebrew Industrial Revolution: A Low-Overhead Manifesto, all of which are freely available online. Carson has also written for such print publications as The Freeman: Ideas on Liberty and a variety of internet-based journals and blogs, including Just Things, The Art of the Possible, the P2P Foundation and his own Mutualist Blog. O Associado de Pesquisa do C4SS Kevin Carson é autor mutualista e anarquista individualista contemporâneo cuja obra escrita inclui Estudos de Economia Política Mutualista, Teoria da Organização: Uma Perspectiva Libertária, e A Revolução Industrial Gestada em Casa: Um Manifesto de Baixo Overhead, todos disponíveis grátis online. Carson também tem escrito para publicações impressas tais como O Homem Livre: Ideias acerca de Liberdade e para diversas publicações e blogs da internet, inclusive Apenas Coisas, A Arte do Possível, a Fundação P2P e seu próprio Blog Mutualista.

No comments:

Post a Comment